PUBLICIDADE
CAPOEIRA DIGORESTE

Berimbalada reúne 300 capoeiristas de todo o estado em Cuiabá

O evento, que foi batizado por Capoeira Digoreste, reuniu capoeiristas de vários municípios, difundindo em uma só arte, a cultura milenar do instrumento.

08/04/2019 08h29 | Atualizada em 08/04/2019 09h59

O Parque das Águas foi tomado por uma onda musical na tarde deste domingo (7), às vésperas do aniversário de 300 anos de Cuiabá. De longe, já podia escutar o som dos 300 berimbaus, reunidos, tocando as tradições dessa que é uma das mais importantes manifestações culturais brasileiras, reconhecida pela Unesco como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.



A ação foi desenvolvida pela Prefeitura de Cuiabá e o Fórum de Capoeira de Mato Grosso. De acordo com o coordenador-geral do Fórum, Visquiva de Campos Martins, a ideia nasceu da vontade do coletivo de levar a cultura para demais regiões.

O evento, que foi batizado por Capoeira Digoreste, reuniu capoeiristas de vários municípios, difundindo em uma só arte, a cultura milenar do instrumento. ”Nada mais propício para fortalecer e valorizar a nossa cultura, que é formada por diversas raízes, do que essa berimbalada maravilhosa. Os capoeiristas estão aqui, nessa união, irmandade, em prol de homenagear a Capital nesse marco de seu tricentenário”, ressaltou.

“Estamos buscando cada vez mais políticas públicas voltadas à cultura da capoeira. E a Prefeitura vem colaborando para que isso aconteça e hoje pudéssemos divulgar nossa arte com essa proporção. É um evento inédito, que além de homenagear Cuiabá, também a coloca como primeira Capital a sedia-lo”, observou o coordenador.



Em meio ao público presente, estava a advogada Maria Eduarda, 28 anos.  A jovem sempre caminha no Parque e parou para assistir a apresentação. Ela avaliou de forma positiva a iniciativa e pediu que mais eventos assim aconteçam. “extremamente importante ter esses eventos acontecendo na Capital. É uma forma de ampliar o acesso ao lazer, principalmente para aqueles mais carentes. Creio que trazer apresentações assim, também ajuda as pessoas a compreenderem melhor a cultura, a origem das nossas raízes”, avaliou

.

FONTE: Assessoria



Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE