PUBLICIDADE
CAMPEONATO ESCOLAR

Vôlei de Mato Grosso é ouro e prata no Brasileiro

Acostumadas com o pódio, equipes cuiabanas conquistam título inédito em campeonato realizado em Goiás

Camilla Zeni

Jornalista

07/06/2018 07h20 | Atualizada em 07/06/2018 07h19 1 comentario

Vôlei de Mato Grosso é ouro e prata no Brasileiro

Reprodução

Um título inédito para Mato Grosso foi conquistado no mês de maio pelas equipes representantes, no voleibol estudantil. Disputando o Campeonato Brasileiro Escolar pela primeira vez, os times feminino e masculino de vôlei fizeram bonito e ocuparam os primeiros lugares do pódio no torneio realizado em Goiânia entre 17 e 25 de maio. Organizado pela Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE), o campeonato reuniu as equipes de todos os estados, vencedoras das disputas estaduais ainda em 2017.

Em Goiás, a equipe feminina disputou a final contra o Ceará e venceu por 2 sets a 0, ganhando, portanto, o troféu de ouro do campeonato. Antes, as meninas já haviam superado todas as adversárias. No caminho, a equipe derrotou Goiânia por 2 a 0 e Sergipe por 2 a 1. Na semifinal, reencontrou as donas da casa e, mais uma vez, levou a melhor, novamente ganhando por 2 a 0.

A equipe masculina de Mato Grosso também chegou à final, a qual disputou contra Goiás. Na última disputa, porém, os donos da casa levaram a melhor. Ainda assim, os meninos não voltaram com as mãos abanando e também trouxeram título inédito para Mato Grosso ao subirem na segunda posição do pódio.

A próxima disputa da equipe deverá ser o campeonato cuiabano, de olho no campeonato estadual, para, novamente, representar Mato Grosso. “O foco são os campeonatos nacionais. O próximo são os Jogos da Juventude, que a etapa nacional final é em novembro”, comentou o treinador Márcio Sobhie, responsável pela equipe.

O bom resultado, porém, não caiu do céu. O treinador destacou o treino intenso pelo qual passam todos os jogadores. Os times ganhadores são compostos por 12 e 14 alunos do Colégio Isaac Newton, com idades entre 15 e 17 anos. “Nós treinamos todos os dias, com uma hora de musculação, que é a preparação física, e duas horas com bola. Desde janeiro estamos nos preparando para as competições”, comentou Sobhie.

“Quando recebemos a vitória, foi muita festa, muita comemoração, mas é o início de um trabalho. As equipes não estão totalmente prontas, porque estamos em um começo de ano. Ainda temos muito trabalho”, completou.

Além de um trabalho focado em quadra, o treinador destacou a estrutura oferecida aos atletas para que tenham bom desempenho não apenas nos jogos, mas também nas aulas. Segundo ele, além de psicólogos, fisioterapeuta e tira-dúvidas, os jogadores que não têm condições de estudar na escola participam de um projeto de bolsas que concede descontos.

Nas quadras da escola, revelou o treinador, os jogadores apresentam muita habilidade, alguns até com condições de representar o país, como já aconteceu. “Habilidades eles têm. Vai do esforço de cada atleta e do condicionamento físico também”, sintetizou.

Para participar das equipes de vôlei também há duas formas: uma é a escolinha de esportes da instituição, que funciona o ano todo e é aberta à comunidade; outra maneira de estar na equipe é participar da seletiva anual, que geralmente acontece entre novembro e dezembro. Ela é aberta para todo o estado e é através dela que muitos jogadores são selecionados para comporem a equipe do ano seguinte.

Confira abaixo a lista de premiações da equipe no Campeonato Brasileiro Escolar:

2010 - Campeão Masculino

2011 - Vice-campeão Masculino

2012 - Campeão Masculino

2014 - Campeão Masculino

2016 - Campeão Feminino

2016 - Vice-campeão Masculino

2017 - Vice-campeão Feminino

2017 - 3° Lugar Masculino

2018 - Campeão Feminino

2018 - Vice-campeão Masculino

 

1 COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

  1. Great post! follow see this here

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE