PUBLICIDADE
EM CUIABÁ

Única pista de skate 'bowl' da cidade une novatos e veteranos

Desde sua construção, em 2005, o local abriga velhos amantes do esporte e também crianças que diariamente se reúnem para se aventurar na pista com formato de piscina

José Wallison

Da redação

08/02/2018 07h30 | Atualizada em 08/02/2018 09h50

Única pista de skate 'bowl' da cidade une novatos e veteranos

Arquivo Pessoal

“Desde quando comecei a andar de skate aos sete anos, sempre tive o sonho de ter a minha própria pista de skate. Após me formar em Direito, juntei com mais três amigos e construímos”, conta Delano Pozetti, de 39 anos e fundador da pista de skate 'Cuiabowl', a única pista de skate bowl “que tem formato de uma piscina” de Cuiabá. Desde sua construção em 2005, o local abriga velhos amantes do esporte e também crianças.

Até o ano de 2008 a pista era chamada de “Cuiabá Skate Park”, e o objetivo de Delano era popularizar o esporte com um baixo custo para utilizar o espaço. A diária custa de 10 a 15 reais, se a pessoa optar por uma mensalidade o custo é de R$ 50, já o preço da escolinha custa um pouco mais caro.

 “Temos uma escolinha de skate para as crianças que querem aprender a andar, porém ainda temos poucas matrículas porque hoje existe a geração videogame. Custa R$ 200 por mês, duas vezes por semana e a criança pode andar aqui quando quiser”, conta.

Todo o dinheiro arrecadado serve simplesmente para a manutenção do local.  O fundador da pista conta que os skatistas cuiabanos gostam mesmo é das ruas cuiabanas. “O pessoal é mais do street, pois tem os obstáculos mais legais e Cuiabá oferece muito isto para eles”, conta.

Além de funcionar como uma área para o skate, o local também oferece aulas de capoeira, zumba, yoga, defesa pessoal e já funcionou até como academia. A pista fica localizada na Rua Tenente Alcides Duarte de Souza, 525, bairro Duque de Caxias I, e é aberta de segunda a sexta das 6h até às 11h, volta às 14h até às 23h, nos sábados das 9h ao meio-dia.

Surf-skate

Conforme Delano, o Surf-skate foi inventado na Califórnia há cerca de seis anos e há cerca de quatro anos no Brasil. Em Cuiabá, ele é o pioneiro da modalidade. “É um simulador de surf, o pessoal está aprendendo aqui, é como se você fizesse uma leitura da onda no concreto”, explica o skatista.

A diferença está nos eixos da parte frontal do skate. “O eixo da frente gira 360°, então a possibilidade de curva é bem maior, para fazer as viradas como se estivesse em uma onda”, disse.

O preço do skate é caro comparado ao de outros modelos. “O valor pode chegar a até mil reais e um normal fica em torno de 200 reais. Porém, alguns companheiros já compraram a ideia e começaram a praticar”, relata.

 

.

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE