PUBLICIDADE
FUTEBOL

Ponte surpreende e anuncia Eduardo Baptista como técnico

Vadão era o favorito, mas Macaca muda o planejamento

20/09/2017 14h36 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Ponte surpreende e anuncia Eduardo Baptista como técnico

Reprodução

A Ponte Preta surpreendeu ao anunciar o nome do novo técnico. Enquanto todos esperavam por Oswaldo Alvarez, o Vadão, a diretoria confirmou a volta de Eduardo Baptista nesta quarta-feira à tarde. Após passagens por Palmeiras e Atlético-PR em 2017, o filho de Nelsinho Baptista aceitou retornar ao Moisés Lucarelli para dar sequência ao trabalho do ano passado.

Parado há dois meses, desde que deixou o Furacão, Eduardo inicia a segunda passagem pela Ponte nesta quinta-feira. A apresentação dele à imprensa está marcada para 11h30. A Macaca joga nesta quarta à noite contra o Sport, pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana, sob o comando de João Brigatti, auxiliar fixo da comissão técnica.

Pela relação entre Eduardo e Gustavo Bueno, que trabalharam juntos no Sport e na Ponte, o retorno do técnico sempre foi um sonho da diretoria, que chegou a sondá-lo, mas ouviu que a ideia era trabalhar apenas em 2018. Depois de 21 jogos pelo Palmeiras e mais 13 pelo Atlético-PR, o treinador tinha como projeto se aprimorar na Europa e assumir um clube no ano que vem.

A história dele no Majestoso, além do relacionamento com Bueno, parece que pesou. Além de ter trabalhado em algumas oportunidades no clube, sempre ao lado do pai, Eduardo comandou a Macaca no Campeonato Brasileiro de 2016, quando fez a melhor campanha do clube na história dos pontos corridos. O trabalho foi interrompido pelo convite do Palmeiras, na virada do ano.

Agora, ele tem a chance de fazer um trabalho mais longo. As partes acordaram um contrato até o fim da temporada 2018. O objetivo a curto prazo será manter a equipe na elite do Campeonato Brasileiro. Demitido após a derrota para o Atlético-GO, no sábado, Gilson Kleina entregou o clube em 15º lugar, com 28 pontos, um acima da degola.

A dúvida agora é saber o que aconteceu com a negociação entre Ponte e Vadão, tratada como bem avançada nos últimos dias. Apontado como favorito para assumir a Macaca, o treinador tem convites para voltar ao futebol feminino. Outra discordância era relacionada a um dos integrantes da comissão técnica de Vadão. A pressa do clube em definir um nome também influencia.
 

FONTE: G1

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE