PUBLICIDADE
BARÇA X CHAPE

'Hat-trick' contra Suárez e parabéns de Messi consagram Elias: 'Para o DVD'

Goleiro faz ao menos cinco defesas difíceis no primeiro tempo e impede placar ainda mais elástico no Camp Nou: "Experiência para o resto da vida. Emoção indescritível"

08/08/2017 08h20 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Pode até parecer contraditório, mas aconteceu: um goleiro que sofreu cinco em 75 minutos, deixou o Camp Nou como destaque absoluto do duelo com o Barcelona. Elias fez valer a oportunidade que recebeu de Vinícius Eutrópio no troféu Joan Gamper. Se chegou à Espanha como terceiro goleiro, terá muita história para contar na volta para casa. As melhores delas? Parou Messi, duas vezes, e Suaréz, três, em finalizações cara a cara. Performance que acompanhará para sempre a trajetória do jovem de 22 anos.

As estatísticas ajudam a justificar os elogios ao camisa 12 da Chape: foram 20 finalizações dos catalães contra apenas quatro dos visitantes. E logo na primeira delas Elias deu mostras que vivia noite especial, ao espalmar finalização de Messi no segundo minuto de jogo. Foi diante do melhor do mundo cinco vezes também a defesa mais impressionante, no reflexo, aos 26, que rendeu até cumprimento. O maior "rival" da noite, entretanto, indiscutivelmente foi Luis Suárez. Só no primeiro tempo, o uruguaio parou três vezes no goleiro, que acabou vazado na etapa final, mas levou a melhor: 3 a 1.

Vai dar uns seis minutos de lances muito bonitos nesse DVD. A emoção de estar em um dos maiores estádios de futebol do mundo é indescritível.

- Essa experiência vai valer para o resto da carreira. Só de pisar no campo tem que estar muito orgulhoso. É uma experiência para a vida inteira. Agora, é continuar trabalhando com muita humildade e seriedade para atingir muitos objetivos ainda - celebrou Elias após a partida.


Destaque do Juventude na campanha do acesso para Série B, Elias chegou a Chapecó como uma das principais apostas para temporada, mas tinha entrado em campo somente oito vezes até o duelo do Camp Nou. A falta de oportunidades, no entanto, não representava desprestigio. Sem alarde, a Chapecoense já trabalhava para comprar parte de seus direitos ao clube de Caxias do Sul, onde, por sinal, conheceu ainda garoto um dos que mais vibrou com a atuação diante do Barça: Jakson Follmann.

- Feliz em poder participar, acompanhar essa grande atuação do Elias, o Artur que pegou pênalti. Me deixa muito contente. Particularmente, conheço o Elias há muito tempo, desde a base do Juventude. Então, estou vendo a crescente dele, já é um grande goleiro e vai dar muitas alegrias para o torcedor da Chapecoense.
 

FONTE: Globo Esporte

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE