PUBLICIDADE
APRESENTAÇÃO

Neymar chega ao PSG e nega busca por protagonismo: 'Não é o que quero'

Neymar chega ao PSG e nega busca por protagonismo: "Não é isso que quero"

04/08/2017 08h07 | Atualizada em 04/08/2017 08h26

Neymar chega ao PSG e nega busca por protagonismo: 'Não é o que quero'

AFP

Após quatro anos de sucesso no Barcelona, Neymar já está em sua nova casa. O atacante foi apresentado oficialmente nesta sexta-feira como jogador do Paris Saint-Germain e concedeu a primeira entrevista coletiva como atleta do clube, ao lado do dono da equipe, xeque Nasser Al-Khelaifi. O evento ocorreu na sala de imprensa do estádio Parc des Princes - onde o brasileiro terá seu primeiro contato com os torcedores neste sábado, antes do duelo entre o PSG e o Amiens, na estreia no Campeonato Francês. Neymar, inclusive, se colocou à disposição para entrar em campo na partida, dizendo que é "fominha".

A apresentação começou com muitos elogios do presidente, que chamou o astro de "melhor do mundo". Neymar agradeceu e, na sequência, apontou que a busca pelo protagonismo - razão apontada pela imprensa mundial como a principal para a troca - não foi o que o levou a deixar o Barcelona de Messi e rumar para o Paris Saint-Germain. Incisivo, o astro afirmou que queria um novo desafio para a sua carreira.

- Não influenciou absolutamente em nada (o protagonismo). Meu desejo de vir ao Paris foi por querer um novo desafio, buscar algo diferente. Não é porque eu estava me sentindo incomodado lá, por protagonismo... Isso nunca busquei na minha vida, é totalmente relativo. É diferente falar de protagonismo, não é isso que quero, que eu vim buscar. Vim buscar algo novo, um desafio. Vim buscar os títulos que essa torcida e esse clube merecem. Vim atrás de novos títulos, desafios. Sou movido a isso, querer desafios, algo maior, estar sempre me superando. E por isso estou aqui - resumiu o novo camisa 10 do PSG.

Neymar se disse "muito feliz por tudo", elogiou Paris e apontou que faltavam palavras para "descrever o momento" que vivia. O atacante disse que a decisão de deixar o Barcelona não foi fácil, e que pesou o que sua emoção ordenou.

- Pela ambição que esse clube tem, que é parecida com a minha, de querer vencer, querer buscar algo maior, um desafio. Foi onde meu coração pediu para ir. E com toda a felicidade do mundo estou aqui hoje, representando o Paris. Espero fazer o melhor para poder ajudar nossa equipe a chegar nos maiores títulos - completou.

Elogios do xeque

O dono do PSG, xeque Nasser Al-Khelaifi, afirmou que "foi um grande negócio" a transação em que o clube pagou € 222 milhões (R$ 820 milhões) para arcar com a multa rescisória de Neymar no Barcelona. Agradecendo ao brasileiro, à sua família e à equipe dirigentes parisienses, o mandatário colocou seu novo camisa 10 como um sonho antigo da torcida.

- Neymar é um ídolo para o mundo inteiro, para todos que amam o futebol e o esporte. Para mim, Neymar é o melhor jogador do mundo. Ele já trouxe muita energia para a equipe. Nossos torcedores sempre sonharam com Neymar, e ele está com a gente hoje. Com ele, nosso projeto fica ainda mais forte, assim como o Campeonato Francês fica muito mais interessante para o mundo inteiro. Neymar assinou com a gente para ganhar todos os troféus possíveis. Juntos, vamos escrever a grande história do PSG e da cidade mais linda do mundo - disse o xeque

FONTE: Globo Esporte

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE