PUBLICIDADE
CONTINUA O DRAMA

Dorival muda o time, mas São Paulo se desconcentra contra o lanterna

Novo treinador aposta em Cueva pelo meio e Jucilei com liberdade. Equipe fica duas vezes na frente do Atlético-GO, porém, vantagem não dura nem dez minutos

14/07/2017 07h43 | Atualizada em 14/07/2017 07h57

A estreia do técnico Dorival Júnior no comando do São Paulo, na última quinta-feira, foi frustrante. Contra o pior time do campeonato, diante de 30 mil pessoas no Morumbi, a equipe não foi capaz de manter vantagens no placar por mais de 10 minutos somados. Desconcentrado, nas duas vezes em que marcou, o Tricolor permitiu que o Atlético-GO empatasse pouco depois. O 2 a 2 em casa foi a oitava partida sem vitória no campeonato, jejum que mantém o time na zona de rebaixamento do Brasileiro após 13 rodadas.

O treinador mudou a formação para o jogo: Wellington Nem voltou a figurar entre os titulares, na vaga de Marcinho. Cueva também retornou, após nem ser relacionado para o clássico contra o Santos, e ocupou posição centralizada em campo. Petros foi o primeiro volante e deu liberdade para Jucilei, o melhor do São Paulo na partida, avançar.

No ataque, Dorival repetiu o que fez no Santos, com Pratto enfiado na área e dois jogadores bem abertos, no caso Nem (pela direita) e Jonatan Gomez (pela esquerda) – a ordem era que o centroavante não deixasse as proximidades do gol adversário, e que os outros, assim como Cueva, levassem a bola até ele.

FONTE: Globo Esporte

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE