PUBLICIDADE
EMPATE

Cuiabá fecha espaços e fica no zero com o líder CSA

Dourado empata pela quinta vez fora de casa nesta edição da Série C. Azulão tropeça no Rei Pelé, mas segue na primeira colocação, agora com 18 pontos

10/07/2017 09h20 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Cuiabá fecha espaços e fica no zero com o líder CSA

Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas

Cuiabá não foi brincar no Rei Pelé. Encaixou a marcação, dificultou as ações ofensivas do CSA e irritou a torcida. Arrancou o quinto empate fora de casa nesta Série C. O sétimo no campeonato. E foi justamente contra o líder do Grupo A. O Azulão se mandou para o ataque, perdeu uma chance incrível no segundo tempo, mas não tirou o zero do placar.

- Foi um jogo difícil. Era o líder, o CSA, jogo equilibrado, mas acredito que foi bom. As duas equipes atacaram bastante e vamos levar esse ponto para Cuiabá - comentou o lateral-direito Bruno Lins, do Dourado.

Volante do CSA, Dawhan disse que o bloqueio defensivo do Cuiabá atrapalhou muito a equipe.

- O jogo foi muito truncado, de muita marcação. Eles vieram só por uma bola. Nós sempre tentando por ali, mas infelizmente não fizemos o nosso gol. Agora vamos buscar a vitória contra o ASA.

O CSA se mantém na liderança da chave, agora com 18 pontos. Com dez, o Cuiabá ocupa a sexta colocação, mas ainda pode perder posições nesta 9ª rodada. Sábado, o Azulão disputa o clássico com o ASA , às 21h, em Arapiraca. O Dourado recebe o Botafogo-PB no próximo domingo, na Arena Pantanal, às 19h.

O jogo

O Cuiabá foi até mais ousado no primeiro tempo. Trocou ataques com o CSA. Cristiano e Estevam assustaram o goleiro Cajuru antes dos dez minutos. Depois, o Azulão acelerou e teve chances com Daniel Costa, de falta, e numa cabeçada de Jorge Fellipe. Aos 42 minutos, Dawhan arriscou da entrada da área, e o goleiro Douglas fez uma bela defesa.

No segundo tempo, o Cuiabá intensificou a marcação e bloqueou o CSA. Trancou tudo, mas também contra-atacou. Aos sete minutos, Rodrigo Lobão marcou para o time alagoano, mas não valeu. Estava impedido. Aos 18 minutos saiu o lance de maior perigo da partida. Marcos Antônio bateu escanteio, Dawhan cabeceou e Lobão acabou tirando a bola sem querer. Tava entrando, para desespero da torcida. Aos 37, Fábio Souza chutou com muito veneno de longe e o goleiro do CSA defendeu em dois tempos, com muita dificuldade.
 

FONTE: Globo Esporte

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE