PUBLICIDADE
UFC 211

Masvidal acredita que foi escalado pelo UFC

Norte-americano aponta planos da organização contra atletas malquistos

20/03/2017 15h12 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Foto: Reprodução

Por SuperEsportes

Embalado com três vitórias seguidas na divisão dos meio-médios, Jorge Masvidal apontou o motivo de ter sido escalado para enfrentar Demian Maia no UFC 211, em 13 de maio, em Dallas. O norte-americano acredita que está sendo ‘usado’ como plano da organização para tirar o brasileiro do primeiro lugar da fila pela disputa do cinturão da categoria.

“Eles estavam de olho em mim e pensam: ‘esse cara é completo, bom em todas as áreas. Vamos usa-lo para tirar do caminho os lutadores que não gostamos. Talvez Masvidal seja o cara certo para isso. Podemos usá-lo para eliminar os caras. Ele é o cara’. Demian vem de seis vitórias seguidas. Ele venceu alguns caras muito bons. Mas eu não sito mal por ele não disputar o cinturão, já que ele vai receber seu salário para esta luta”, declarou Masvidal, em entrevista ao MMA Fighting.

Masvidal, no entanto, admitiu que Demian Maia deveria ser o próximo a disputar o cinturão dos meio-médios, contra Tyron Woodley. Ele projetou o title shot em caso de triunfo em Dallas e colocou as condições para enfrentar o atual campeão da divisão até 77kg.

“Se eles tivessem me dito que Demian Maia lutaria pelo, eu não me importaria, desde que eu fosse o próximo desafiante. Eu costumava a treinar com Woodley na época do Strikeforce. Somos parceiros e nos damos bem. Eu não gostaria de enfrentá-lo, mas as coisas mudam de figura quando se trata de cinturão. Não estou aqui para fazer amigos, mas para nocautear esses caras”, afirmou.

Demian é o atual terceiro colocado do ranking dos meio-médios, duas posições acima de Jorge Masvidal. Em campanha pelo title shot, o brasileiro não luta desde a vitória por finalização sobre Carlos Condit, em agosto de 2016. Já o 'Gamebred' vem de triunfo sobre Donald Cerrone, em janeiro deste ano.

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE