Quinta-Feira, 30 de Março de 2017
COPA DA LIGA INGLESA

Manchester United bate o Hull City e encaminha vaga na Copa da Liga Inglesa

Mata e Fellaini marcaram os gols da vitória dos Diabos Vermelhos

Manchester United bate o Hull City e encaminha vaga na Copa da Liga Inglesa
 

O Manchester United fez o que seu torcedor esperava nesta terça-feira. Venceu o Hull City no estádio Old Trafford e abriu vantagem na semifinal da Copa da Liga Inglesa. Os visitantes e azarões no confronto conseguiram até segurar a força dos Diabos Vermelhos em boa parte do jogo, mas não suportaram a pressão e acabaram levam 2 a 0, o que torna a situação bem confortável para a equipe de José Mourinho no jogo da volta, daqui a duas semanas. Vale lembrar que o gol fora só é levado em conta na Copa da Liga Inglesa caso o duelo vá para a prorrogação. Por isso, o Hull City precisa 'apenas' vencer em casa por dois gols de diferença para evitar a eliminação direta.

Mesmo sem sua grande estrela, o sueco Ibrahimovic, que se tornou desfalque por estar "doente", o Manchester United dominou facilmente seu adversário. Na primeira etapa, Juan Mata já se mostrava como o jogador mais inspirado em campo e é quem mais levava perigo, fosse finalizando ou servindo os companheiros.

Nos primeiros 45 minutos, Mata e Mkhitaryan foram os responsáveis por desperdiçar as melhores oportunidades. O insistente 0 a 0 no placar fez até Mourinho descer para os vestiários mais cedo, antes mesmo dos acréscimos do árbitro. O português talvez já pensasse no que fazer para mudar o panorama do jogo na etapa final.

E deu certo. O Manchester voltou ainda mais incisivo no ataque, enquanto o Hull City passou a se defender ainda mais e mal passava da linha central. De tanto martelar, o United conseguiu seu gol. Valencia cruzou da direita, Mkhitaryan escorou e Juan Mata estufou as redes, praticamente embaixo da trave.

O gol deu uma sensação de alívio e o clima ficou mais leve no Old Trafford, mas nem mesmo a derrota por 1 a 0 era vista como um resultado ruim pelos visitantes, que seguiram praticando 'cera' de olho no jogo da volta. Mourinho percebeu que precisava de mais e colocou Fellaini na vaga de Mata, o que gerou alguns protestos dos torcedores.

Mas, aos 41 minutos, o belga deu razão ao técnico. Após novo cruzamento, desta vez da esquerda, o atacante usufruiu da sua estatura e ampliou de cabeça. Foi o fim de um jejum de 27 jogos sem marcar e uma comemoração efusiva com Mourinho.

Desta forma, o Manchester United deixou sua vaga à final da Copa da Liga Inglesa bem encaminhada. Ao Hull City, que nunca sequer havia alcançado a semifinal da competição, fica a esperança de um pequeno milagre no jogo da volta. Mas, como a equipe a lanterna do Campeonato Inglês e está a três pontos de sair da zona de rebaixamento, a Copa deve ficar em segundo plano a partir de agora. O Manchester United é o sexto na Premier League, com 39 pontos, dez a menos que o líder Chelsea.

COMENTAR