Domingo, 26 de Fevereiro de 2017
CRUZEIRO

Mano Menezes exalta ações do Cruzeiro no mercado da bola e projeta títulos em 2017

Técnico afirma que os novatos vão qualificar ainda mais o elenco atual Redação /Superesportes

Mano Menezes exalta ações do Cruzeiro no mercado da bola e projeta títulos em 2017
 

O zagueiro Luis Caicedo, o lateral-esquerdo Diogo Barbosa, o volante Hudson e o armador Thiago Neves são, até aqui, os quatro jogadores contratados pelo Cruzeiro para a temporada 2017. Se comparado a janeiro de 2016, quando a diretoria trouxe oito atletas – apenas o volante Lucas Romero se firmou no elenco –, o número é 50% inferior. Isso, no entanto, não é motivo de preocupação para o técnico Mano Menezes, que aprovou a movimentação da cúpula celeste no mercado da bola. Na visão dele, o clube valorizou qualidade em vez de quantidade e buscou atletas versáteis que vão se juntar ao grupo já bem avaliado pela atual comissão técnica.

“Me deixou muito satisfeito. O time ficou mais forte, conseguimos trazer jogadores importantes para uma ideia de jogo de qualidade, de um Cruzeiro que pode propor ideia de jogo na saída de bola e no primeiro estágio de construção. (...). Vamos ter jogadores para isso. Temos que construir uma equipe vencedora novamente. Acrescenta-se um pouco no primeiro (semestre), mais um pouco no segundo. Esse é o caminho do Cruzeiro na realidade do futebol. É ter bom ambiente de trabalho, honrar todos os compromissos – diante da crise do país e dificuldades dos clubes. Temos que fazer o que o Cruzeiro está fazendo. Tenho certeza que estamos muito fortes assim”.

Recentemente, o presidente da Raposa, Gilvan de Pinho Tavares, chegou a dizer que o time para começar o ano estava fechado, mas que não descartaria outros reforços pontuais. Mano Menezes corroborou com a posição do mandatário. Segundo o treinador, possíveis buscas futuras no mercado estão condicionadas ao desempenho dos atletas que começam 2017.

“Não existe grupo fechado no futebol. Temos ideia de iniciar o ano assim. O presidente disse que fechou o início da temporada. Agora depende do grupo dando a resposta. E depois a gente reavalia, lá na frente, com cautela e com calma. Não tem porque buscar quantidade, mas, sim, qualidade”.

Títulos

Com a oportunidade de iniciar a temporada à frente do Cruzeiro, Mano vê no elenco atual qualidade suficiente para tirar o clube da "seca" de dois anos sem conquistar um título sequer. O último troféu levantado pela Raposa foi o do Campeonato Brasileiro de 2014. Em 2017, o grupo terá pela frente Campeonato Mineiro, Primeira Liga, Copa do Brasil, Copa Sul-Americana e Campeonato Brasileiro.

“Se formos analisar de contexto geral, tudo que o Cruzeiro gastou de saldo, gastou nesses dois anos. E o torcedor cobra de acordo com que o time pode dar. E esse time pode dar títulos. Não me sinto mais ou menos pressionado. A coisa boa é que posso dirigir o time na liderança do campeonato, em que todo mundo está igual na primeira rodada”.

A estreia do Cruzeiro neste ano será no próximo dia 29 de janeiro, fora de casa, contra o Villa Nova, pela rodada de abertura do Campeonato Mineiro. No dia 1º de fevereiro, será a vez de dar pontapé inicial na Primeira Liga, em clássico com o Atlético. Já o primeiro compromisso na Copa do Brasil está agendado para 15 de fevereiro, contra o Volta Redonda, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda-RJ.
Os reforços do Cruzeiro


Luis Caicedo, zagueiro: tem 24 anos e atuou com a camisa do Independiente del Valle, do Equador, antes de se transferir para o Cruzeiro. No ex-clube, ele chegou à decisão da Copa Libertadores de 2016, sendo vice-campeão, e foi eleito o melhor de sua posição no Campeonato Equatoriano. Com 1,85m de altura, Caicedo pode atuar dos dois lados da zaga, embora seja destro. Ele assinou contrato com a Raposa até dezembro de 2021.

Diogo Barbosa, lateral-esquerdo: foi indicado pelo técnico Mano Menezes, que o observou principalmente nos jogos do Botafogo contra o Cruzeiro por Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro. De acordo com o comandante celeste, Diogo é um atleta de "bom passe, boa passagem e bom acabamento de jogada". Vinculado ao clube celeste até dezembro de 2018, o jovem de 24 anos terá de enfrentar as concorrências de Bryan e Edimar.

Hudson, volante: suas características são de volante de contenção – ou seja, aquele que fica responsável pela marcação e não precisa se preocupar em subir tanto ao ataque. O meio-campista de 28 anos, que foi envolvido em troca com o São Paulo pelo atacante Neilton, destacou-se em 2016 pela boa média de desarmes no Brasileiro: 80 acertos em 19 partidas, 4,2 por jogo. 

Thiago Neves, armador: principal contratação do Cruzeiro, o meio-campista que estava no Al Jazira, dos Emirados Árabes Unidos, é especialista em cobranças de falta e chutes de fora da área. Aos 31 anos, ele vestirá a camisa 96, número alusivo à idade da agremiação azul e branca. Sua função, no entanto, será exercer o papel de maestro, como um tradicional camisa 10. Seis dos sete jogos de Thiago Neves pela Seleção Brasileira foram sob o comando de Mano Menezes, entre 2011 e 2012.

COMENTAR