PUBLICIDADE
EDIÇÃO IMPRESSA

Leia a Edição n.° 686 do Circuito MT

Mais vulneráveis às ações criminosas, as mulheres têm sido as maiores vítimas de bandidos que praticam sequestro relâmpago...

26/07/2018 08h06 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Mais vulneráveis às ações criminosas, as mulheres têm sido as maiores vítimas de bandidos que praticam sequestro relâmpago, roubos e furtos em Mato Grosso, embora não existam estatísticas estaduais para um panorama geral, pois a Secretaria de Estado de Segurança Pública não separa os boletins de ocorrência relativos a roubos, furtos e sequestros por gênero. Ou seja, é impossível que o próprio governo perceba um problema se nem os órgãos competentes da segurança pública pensam mensurá-lo. O Circuito Mato Grosso fez um levantamento dos últimos meses e localizou seis casos em que mulheres foram vítimas de roubos seguidos de sequestro. É do drama de ser mulher e não poder realizar atividades cotidianas, como ir ao supermercado, buscar o filho na escola ou ir ao cinema, sem ser vítima da violência, que trata esta edição especial.

 

 

Veja algumas notícias desta edição

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE