PUBLICIDADE
EDIÇÃO IMPRESSA

Leia a Edição n.° 678 do Circuito MT

É essa a premissa do sistema da Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac), modelo de gestão de penitenciárias que será implantado em Mato Grosso ainda este ano...

30/05/2018 07h20 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

É essa a premissa do sistema da Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac), modelo de gestão de penitenciárias que será implantado em Mato Grosso ainda este ano. Criado na década de 1970 pelo advogado e jornalista Mário Ottoboni, prevê coisas simples como fazer com que os presidiários trabalhem e estudem, além de cuidarem de todas as tarefas de limpeza, cozinha e gestão do lugar onde viverão até o fim de suas penas. Com grandes índices de ressocialização (por volta dos 80%), é visto como melhor solução para a crise da superlotação no Estado (11.300 homens ocupando apenas 5,5 mil vagas) e para diminuir a escalada de crimes que assola todo o país. O Circuito Mato Grosso participou da primeira audiência pública e fez uma radiografia dos dois sistemas: o em curso no Estado e o ainda a implantar Apac

 

 

Veja algumas notícias desta edição

.

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE