PUBLICIDADE

Economia - Página 706

Receita nominal dos serviços desacelera em agosto com crescimento de 6,6%

Receita nominal dos serviços desacelera em agosto com crescimento de 6,6%

O crescimento da receita nominal do setor de serviços no Brasil desacelerou em agosto, divulgou nesta quinta-feira (17) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, na Pesquisa Mensal de Serviços. Enquanto em junho e julho as altas – na comparação com o mesmo período de 2012, foram de 8,8% e de 9,1%, em agosto a expansão foi de 6,6%.

Servidores públicos atolam-se em empréstimos consignados
DÍVIDAS

Servidores públicos atolam-se em empréstimos consignados

Texto: Diego Frederici e Rita Anibal Fotos: Mary Juruna   O empréstimo consignado – modalidade de crédito em que o pagamento da dívida ocorre compulsoriamente na folha de pagamento do trabalhador – é uma prática que, à primeira vista, pode ser vista como vantagem, sobretudo ao servidor público, uma vez que as taxas de juros são menores do que aquelas praticadas no mercado. Porém, eles podem representar um perigo para as finanças de uma família, e os sindicatos que organizam a classe de trabalhadores públicos, em Mato Grosso, estão preocupados com a situação.

Para ministro dos Transportes, Congresso pode contribuir para celeridade em obras federais

Para ministro dos Transportes, Congresso pode contribuir para celeridade em obras federais

A burocracia, que inclui várias etapas para a execução de obras federais, foi criticada nesta quarta-feira (16) pelo ministro dos Transportes, César Borges. “Temos hoje um cipoal de dificuldades para conciliar a vontade política da realização e execução [de uma obra]. Muitas vezes o débito pelo atraso é colocado no Executivo, mas o processo entre a vontade política dos estados e a execução de uma obra é enorme”, ressaltou o ministro durante audiência pública na Comissão de Infraestrutura do Senado.

Centro-Oeste tem aporte de mais de R$ 1 bi aprovados em financiamentos

Centro-Oeste tem aporte de mais de R$ 1 bi aprovados em financiamentos

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, autorizou R$ 1,4 bilhão para a região Centro-Oeste como contribuição destinada à infraestrutura em projetos já aprovados no setor empresarial. A aprovação feita nesta terça-feira (15) autoriza o Banco do Brasil a contratar a operação e movimentar os recursos junto ao Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO).

Empregados de edifícios em São Paulo têm 8% de aumento salarial em outubro

Empregados de edifícios em São Paulo têm 8% de aumento salarial em outubro

Cerca de 400 mil trabalhadores em edifícios da capital, do litoral e do interior do estado de São Paulo - como zeladores, faxineiros, serventes, manobristas e porteiros - vão ter reajuste salarial de 8% com o direito a ganhar o adicional já no salário de outubro, a ser pago em novembro. O piso de um zelador na cidade de São Paulo deve passar de R$ 966,57 para R$ 1.049,89.

Demanda de empresas por crédito cai 5,4% em setembro, aponta Serasa

Demanda de empresas por crédito cai 5,4% em setembro, aponta Serasa

A busca das empresas por crédito recuou 5,4% no mês de setembro, de acordo com levantamento divulgado nesta quarta-feira (16) pela empresa de consultoria Serasa Experian. Essa foi a segunda queda mensal consecutiva do indicador, que em agosto teve redução de 4,2%. Na comparação com setembro do ano passado, a demanda das empresas por crédito foi 6,9% maior. Com o resultado, a variação acumulada no ano passou de -4,0% (janeiro a agosto) para -3,0% (janeiro a setembro) ante o mesmo período de 2012.

IGP-10 avança em outubro e registra inflação de 1,11%

IGP-10 avança em outubro e registra inflação de 1,11%

O Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) registrou inflação de 1,11% em outubro, taxa superior ao 1,05% observado em setembro e ao 0,42% de outubro de 2012. A alta foi puxada pelos três subíndices que compõem o IGP-10, com destaque para o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que subiu de 0,22% para 0,33%.

RJ e SP registram alta de 13% nas vendas de imóveis residenciais novos no primeiro

RJ e SP registram alta de 13% nas vendas de imóveis residenciais novos no primeiro

A venda de imóveis residenciais novos cresceu 13% no primeiro semestre, em nove estados do país, na comparação com igual período do ano passado. O dado faz parte do levantamento divulgado nesta terça-feira (15) pelo Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP). De janeiro a junho de 2013, foram comercializadas 54,2 mil unidades ante 48 mil no ano anterior.