PUBLICIDADE

Economia - Página 656

Safra de milho baterá recorde histórico
MILHO

Safra de milho baterá recorde histórico

  A segunda safra de milho já é realidade em Mato Grosso há alguns anos.  A expectativa é que se colham cerca de 16 milhões de toneladas do cereal no Estado nesta safra segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Voos noturnos Sinop-Cuiabá podem custar 4 vezes menos

  As passagens para a nova linha aérea Cuiabá- Sinop, que começa a operar no dia 4 do mês que vem, já estão disponíveis em alguns sites especializados em vendas. Os valores para o novo horário, conforme Só Notícias apurou, podem custar cerca de 380% menos que os voos já disponíveis, ou seja, quase quatro vezes mais barato.

FPB: 3,8 bilhões é o valor do primeiro repasse de maio

  As prefeituras recebem nesta sexta-feira, dia 10 de maio, o 1.º repasse do mês do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Os recursos, descontados a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), chegam aR$ 3.860.275.923,62.

Mato Grosso deve colher 43 milhões de toneladas neste ano

  A safra mato-grossense 2012/13 deve crescer 7,4% e atingir 43,3 milhões de toneladas, um ganho de aproximadamente 3 milhões de toneladas sobre a temporada anterior, quando foram 40,3 milhões de toneladas. É o que estimou nesta quinta-feira (9) a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em seu levantamento mensal.

Faturamento da indústria cresce 3,6% em março, aponta CNI

  Depois de dois meses seguidos de queda, o faturamento real da indústria cresceu 3,6% em março, com relação ao mês anterior, informou nesta quinta-feira a Confederação Nacional da Indústria (CNI). Os dados são dessazonalizados, ou seja, ajustados para o período.

Queda da carga tributária gerou déficit no Estado
MARCEL DE CURSI

Queda da carga tributária gerou déficit no Estado

  Administrando com mão de ferro as finanças do Estado, o secretário de Fazenda, Marcel de Cursi, em entrevista exclusiva ao Circuito Mato Grosso, reconhece os riscos apontados pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) de o déficit chegar à casa dos R$5 bilhões em 2014 caso não seja mantido o rigor no controle dos gastos.