PUBLICIDADE

Economia - Página 645

Sindicatos ainda não digeriram acordo com Monsanto

Sindicatos ainda não digeriram acordo com Monsanto

Por Sandra Carvalho Foto: Reprodução   O acordo entre a Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) e a Monsanto ainda não foi digerido por boa parte dos sindicatos rurais do Estado. Depois de já ter ganhado na Justiça uma ação contra a multinacional, a Famato resolveu assinar à revelia o "Acordo de Licenciamento de Tecnologia e Quitação Geral", o que gerou um saldo remanescente em torno de R$ 2 milhões e que foi dividido entre os sindicatos. Para deixar claro que apesar de a Justiça ter impedido, por meio de liminar, a Monsanto de impor condicionantes à entrega da soja Intacta em Mato Grosso, vários sindicatos estão doando o dinheiro recebido da Famato – fruto do tal acordo – a entidades filantrópicas.

Governo estuda obrigar beneficiários do seguro-desemprego a fazer curso de qualificação

Governo estuda obrigar beneficiários do seguro-desemprego a fazer curso de qualificação

Os trabalhadores que recebem o seguro-desemprego poderão ser obrigados a fazer curso de qualificação para ganhar o benefício, disse hoje (31) o ministro da Fazenda, Guido Mantega. Segundo ele, o governo estuda a medida para conter o aumento dos gastos com o benefício, que crescem cerca de 10% ao ano e devem encerrar 2013 em torno de R$ 30 bilhões.

Endividamento e inadimplência voltam a crescer em outubro, diz a CNC

 Depois de uma queda observada em setembro, os níveis de endividamento e inadimplência voltaram a crescer em outubro deste ano. Segundo a Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), da Confederação Nacional do Comércio (CNC), o percentual de famílias inadimplentes no país chegou a 21,6% em outubro.

Política de reajuste de combustíveis não está definida, diz Mantega

 O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse hoje (30) que “não há metodologia definida” sobre a nova sistemática de reajuste do preço da gasolina. Na segunda-feira (28), o diretor financeiro e de Relações com Investidores da Petrobras, Almir Barbassa, confirmou que a empresa pretende fazer mudanças na metodologia de reajustes de preços de combustíveis.

Dieese estima injeção de R$ 143 bilhões na economia com décimo terceiro salário

Dieese estima injeção de R$ 143 bilhões na economia com décimo terceiro salário

Pouco mais de R$ 143 bilhões, decorrentes do pagamento do décimo terceiro salário, devem ser injetados na economia brasileira neste ano, indica estudo divulgado hoje (28) pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). O montante representa aproximadamente 3% do Produto Interno Bruto (PIB, soma de todos os bens e serviços produzidos no país). O valor deste ano representa crescimento de 9,8% em relação ao de 2012.

Endividamento dos brasileiros é baixo em relação a outros países

Endividamento dos brasileiros é baixo em relação a outros países

Apesar de ter atingido níveis recordes, o endividamento das famílias brasileiras é baixo em relação a outros países. Segundo levantamento divulgado pelo Banco Central (BC) na última sexta-feira (25), os brasileiros tinham 45,36% dos rendimentos comprometidos com dívidas, no maior nível registrado desde o início da série, em janeiro de 2005.

Mega-Sena acumula em R$ 37 milhões

Mega-Sena acumula em R$ 37 milhões

A Mega-Sena sorteou neste sábado (26) as dezenas 07, 11, 12, 30, 39 e 57. O prêmio está acumulado em R$ 37 milhões. O concurso de número 1.542 foi realizado no centro de Paracatu (MG).

Devedores podem negociar até hoje dívidas por meio da internet

Devedores podem negociar até hoje dívidas por meio da internet

Termina hoje (26) o Feirão Limpa Nome Online, da Serasa Experian, para que os consumidores com dívidas vencidas no comércio possam negociar as pendências sem sair de casa. Mais de meio milhão de pessoas renegociaram as dívidas pelo site, de forma gratuita, com 90 empresas de diferentes setores, segundo Vander Nagata, superintendente de Informações sobre o Consumidor da Serasa.

Áustria e Ilhas Cayman têm a maior parte do capital brasileiro investido no exterior

Áustria e Ilhas Cayman têm a maior parte do capital brasileiro investido no exterior

A Áustria e as Ilhas Cayman são os principais destinos do investimento brasileiro no setor produtivo no exterior, conforme dados divulgados hoje (25) pelo Banco Central (BC). No ano passado, o estoque do investimento brasileiro direto, incluindo a participação de capital e os empréstimos intercompanhias, chegou a US$ 266,252 bilhões, contra US$ 202,586 bilhões, em 2011.