PUBLICIDADE

Economia - Página 558

Juros ao consumidor têm 13ª alta seguida, diz Anefac

Juros ao consumidor têm 13ª alta seguida, diz Anefac

O brasileiro que precisa de crédito está tendo que pagar cada vez mais caro. A taxa média de juros cobrada dos consumidores voltou a subir em junho na 13ª alta seguida. Segundo a Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), a taxa geral para a pessoa física passou de 5,98% ao mês em maio para 6,03% em junho. É a maior taxa desde julho de 2012.

Vendas de imóveis novos em SP caem 36,5% em maio, diz Secovi

Vendas de imóveis novos em SP caem 36,5% em maio, diz Secovi

As vendas de imóveis novos na cidade de São Paulo caíram 36,5% em maio ante mesmo mês de 2013, a 2.080 unidades, informou nesta terça-feira o sindicato da habitação paulista, Secovi.Na comparação com abril, o resultado foi 3,1% menor.Os resultados até maio foram provavelmente influenciados por grandes eventos como Carnaval em março, mudança no calendário das férias escolares e Copa do Mundo, avaliou o Secovi.

Empresários pressionam por retomada de voos internacionais, mesmo de forma precária

Empresários pressionam por retomada de voos internacionais, mesmo de forma precária

Aline Coelho - Da Reportagem Foto: André Romeu Representantes de sindicatos, entidades e empresários dos setores de viagens, turismo, comércio e serviços, se reuniram na tarde desta segunda-feira (14), com o objetivo de pressionar para a retomada do voos internacionais no Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande. A licença especial da Receita Federal para a operação venceu no último dia 03 e os empresários já calculam as perdas.

Grupo André Maggi passa a se chamar AMAGGI

Grupo André Maggi passa a se chamar AMAGGI

Em 1977 nascia uma das principais empresas do agronegócio do Brasil, a Sementes Maggi. Com a ampliação das atividades econômicas e com um perfil de holding, passou a chamar-se Grupo André Maggi e, em 2002, a sua marca foi modernizada. Doze anos depois, a companhia da um novo passo relativo a sua identidade visual, adotando o nome AMAGGI e criando uma nova logomarca.

Samsung rompe com fornecedor chinês após detectar trabalho infantil

Samsung rompe com fornecedor chinês após detectar trabalho infantil

A gigante tecnológica Samsung Electronics anunciou nesta segunda-feira (14) a decisão de suspender temporariamente os negócios com um fornecedor na China após encontrar evidências de um possível uso de mão de obra infantil.A multinacional sul-coreana expôs em comunicado que "decidiu suspender temporariamente os negócios com a fábrica" da Shinyang Electronics en Dongguan (ao sudeste da China) "já que encontrou evidências de uso de mão de obra infantil no local de trabalho'.

Embraer entrega 29 jatos comerciais e 29 executivos no 2º trimestre

Embraer entrega 29 jatos comerciais e 29 executivos no 2º trimestre

A Embraer entregou 29 jatos comerciais e 29 aviões executivos no segundo trimestre deste ano, somando 58 aeronaves no período, contra 51 em igual etapa do ano passado.Em comunicado divulgado nesta segunda-feira (14), a fabricante brasileira de aviões acrescentou que sua carteira de pedidos firmes chegou a US$ 18,1 bilhões no final do segundo trimestre.

Em GO, quem cultiva mexerica comemora o preço e a produção

Em GO, quem cultiva mexerica comemora o preço e a produção

É época de colheita da mexerica ponkan em Cidade Ocidental, Goiás. Este ano, a chuva veio na hora certa e a produção será bem maior. Para alegria dos agricultores, o preço também reagiu.José Antônio Marcelino mostra orgulhoso o resultado da safra. Os pés estão carregados, resultado de um ano inteiro de dedicação. O pomar fica em Cidade Ocidental, no leste de Goiás.

Por isenção de ICMS, contratos da Copa devem ser revistos

Por isenção de ICMS, contratos da Copa devem ser revistos

.autor { font-size: 12px; border: 1px solid #D1D1D1; border-radius: 5px; padding: 3px; width: 190px; background-color: #ECECEC; }    Sandra Carvalho - Da Redação             Foto: André Romeu   O Ministério Público de Contas (MPC-MT) sugere que o Governo do Estado reveja os contratos firmados para execução das obras da Copa 2014, diante da redução dos custos dos materiais empregados, tendo em vista a concessão de isenção de ICMS para materiais e equipamentos.