PUBLICIDADE
CULTURA

Artista canadense ministra aulas na Em Cena Escola de Palhaços

O idealizador do projeto, Ilson Oliveira, trabalha com a formação de novos profissionais das artes circenses desde 2004

Da Redação

Equipe

12/12/2017 13h43 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

O ponto de cultura Em Cena Escola de Palhaços de Mato Grosso segue com as atividades de formação nas artes circenses e, essa semana, recebe o artista Olivier Hugues Terreault. Os encontros de treinamento ao oficio de palhaço possibilitam o aprendizado de técnicas a serem desenvolvidas no picadeiro, palco e rua. As atividades de formação seguem até sexta-feira (15) com os alunos aprovados no processo seletivo para a formação de novos palhaços. Nesta terça-feira (12), das 8h às 10h, os alunos farão uma visita à ala infantil do Hospital Universitário Julio Muller, em Cuiabá.

No sábado (16), às 15h, haverá apresentação gratuita no Várzea Grande Shopping, do espetáculo Palhaçada Não!, com direção do ator e palhaço Ilson de Oliveira, da Cia Theatro em Cena. O ponto de cultura está entre os selecionados em edital da Secretaria de Estado de Cultura e Ministério da Cultura (MinC).

Olivier Hugues Terreault é co-fundador do Teatro do Sopro, do Rio de janeiro, além de empreendedor social, palhaço, formador, autor, palestrante e professor de meditação. É também co-fundador da Fundação Clown, maior organização de palhaços hospitalares profissionais do Canadá. Atualmente, por meio do Teatro Sopro, desenvolve técnicas de palhaço relacional no contexto da saúde, integração social, educação e no mundo corporativo, participando de simpósios, dando palestras, formações, e colaborando com publicações em algumas cidades do mundo.

A Em Cena Escola de Artes de Cuiabá, onde está o ponto de cultura, é um espaço de formação de circo-teatro que, desde 2001, desenvolve um trabalho de pesquisa continuada sobre o teatro popular, o palhaço e sua comicidade por meio do resgate de reprises e comédias clássicas da palhaçaria.

A escola tem a missão de formar e entreter pessoas por meio da arte da palhaçaria, contribuindo para o fortalecimento, valorização e difusão de aspectos da identidade do palhaço, presentes na produção do circo-teatro para a população com acesso aos aparelhos culturais, ampliando o acesso a bens da arte e aprofundando o debate sobre o compartilhamento dos espaços públicos abertos.

O idealizador do projeto, Ilson Oliveira, trabalha com a formação de novos profissionais das artes circenses desde 2004.

O ponto de cultura busca consolidar uma política de difusão do ofício do palhaço na Capital e interior do estado de Mato Grosso e em outros estados e país, estabelecendo uma programação regular de espetáculos e cursos que possibilitem formação de novos profissionais e, ao mesmo tempo, a criação de um espaço efetivo de formação ao oficio do palhaço.

.

FONTE: assessoria

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE