Arena Corinthians é o estádio de abertura mais caro de todas as Copas

Arena Corinthians é o estádio de abertura mais caro de todas as Copas

Stade de France, Estádio Sang-am, Allianz Arena e Soccer City: estádios de Paris, Seul, Munique e Johanesburgo, palcos das partidas de abertura das Copas de 1998, 2002, 2006 e 2010, respectivamente.

Arena Corinthians é o estádio de abertura mais caro de todas as Copas
 

Nenhum deles teve o custo por assento tão elevado quanto a Arena Corinthians, estádio do jogo inaugural da Copa do Mundo 2014. Cada cadeira instalada no local custará R$ 17,1 mil.

O valor leva em conta o número de assentos previstos no projeto inicial, sem a implantação das estruturas provisórias. Serão gastos R$ 820 milhões para a construção de 48 mil lugares. A arquibancada removível, com 20 mil cadeiras, está orçada em R$ 35 milhões e será descartada após a Copa.

Somente a Allianz Arena chega proximo ao patamar da Arena Corinthians. O estádio de Munique, inaugurado 12 meses antes da Copa 2006, custou R$ 918 milhões, com cada um dos 66 mil lugares a R$ 13,9 mil. Já o gasto com a construção do Stade de France, erguido especialmente para o Mundial de 1998, chegou a R$ 900 milhões (R$ 11,1 mil por cada um das 81 cadeiras).

O Soccer City e o Sang-am estão em outro patamar. No estádio sul-africano, cuja capacidade é de 94 mil lugares, cada assento saiu por R$ 8,9 mil -- o preço final foi de R$ 840 millhões. Na Coreia do Sul, o menor preço: cada cadeira custou apenas R$ 5,9 mil. A arena de 67 mil cadeiras custou R$ 400 milhões (veja todos os números abaixo).

Recorde

Na comparação com os principais estádios erguidos ou reformados nos últimos 20 anos, a Arena Corinthians continua sendo a mais cara. O valor de cada cadeira do estádio é superior, por exemplo, ao do Ninho de Pássaro, em Pequim, e o Olímpico de Berlim. Orçado em R$ 1 bilhão, o estádio chinês tem 91 mil lugares, com custo de R$ 10,9 mil cada. O valor é igual ao do palco da final do Mundial 2006, cuja reforma custou R$ 850 milhões (para 77 mil cadeiras).

Os novos estádios do Palmeiras e do Grêmio também têm preço por assento menor. A Arena Palestra, orçada em R$ 330 milhões, terá 45 mil lugares. Cada cadeira custará R$ 7,3 mil. Inaugurada em dezembro, o estádio gremista custou R$ 475 milhões: R$ 7,9 mil por cada um dos 60 mil assentos.

Copa à brasileira

O Mundial 2014 segue os passos da Arena Corinthians no quesito custo por assento dos estádios. No total, as 12 arenas brasileiras estão orçadas em R$ 7,03 bilhões --valor prsvisto na Matriz de Responsabilidades de dezembro de 2012. São construídos 677,9 mil assentos, ao preço unitário de R$ 10,3 mil.

Alemanha e África do Sul gastaram praticamente a mesma coisa: R$ 5,5 mil por cada assento das Copas de 2006 e 2010, respectivamente. Os alemães desembolsaram R$ 3,6 bilhões na construção de 10 estádios. No Mundial passado, as 12 arenas sul-africanas custaram, no total, R$ 3,27 bilhões.

Em 1950, o Brasil gastou aproximadamente R$ 215 milhões (150 milhões de cruzeiros à época) na construção do Maracanã. Cada um dos 155 mil assentos custou R$ 1,5 mil.

Mais alto

Logo após a escolha do Brasil como sede da Copa 2014, o governo brasileiro afirmou que o gasto com os estádios das cidades-sede seria de R$ 2,3 bilhões.  Em janeiro de 2010, o valor chegou a R$ 5,7 bilhões. Hoje, as 12 arenas custarão R$ 7,03 bilhões. O acréscimo é de 205% em relação à primeira estimativa.

Os assentos mais caros do país são instalados no Mané Garrincha (R$ 14,3 mil), Fonte Nova, Arena da Amazônia e Arena Pantanal (R$ 11,8 mil). Mineirão e Maracanã estão na média brasileira: R$ 10,7 mil. Castelão (R$ 9,4 mil), Arena das Dunas (R$ 7,8 mil), Arena da Baixada (R$ 5,6 mil) e Beira-Rio (R$ 5,5 mil) completam a lista.

-


Veja o custo dos estádios de abertura das últimas quatro Copas do Mundo:

Stade de France – Abertura e final da Copa de 1998
Capacidade: 81 mil
Custo: R$ 900 milhões
Custo por assento: R$ 11,1 mil


Sang-am – Abertura da Copa de 2002
Capacidade: 67 mil
Custo: R$ 400 milhões
Custo por assento: R$ 5,9 mil

 

Allianz Arena – Abertura da Copa de 2006
Capacidade: 66 mil
Custo: R$ 918 milhões
Custo por assento: R$ 13,9 mil

 

Soccer City – Abertura e final da Copa de 2010
Capacidade: 94 mil
Custo: R$ 840 milhões
Custo por assento: R$ 8,9 mil

 

Arena Corinthians – Abertura da Copa de 2014
Capacidade: 48 mil
Custo: R$ 820 milhões
Custo por assento: R$ 17,1 mil



Fonte: Portal2014

Comentar

ATENÇÃO: PREENCHA TODOS OS CAMPOS PARA QUE SEU COMENTÁRIO POSSA SER ENVIADO. *

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Circuito Mato Grosso. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Circuito Mato Grosso poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.