PUBLICIDADE
ANAMARIA BIANCHINI

Colunista traz o melhor do bem viver em Cuiabá

Da Redação

Equipe

09/06/2017 18h27 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Amigos queridos, Karina e Marcelo Miralla, adoro me amarro e sou fã, para sempre!

Coluna cuiabana conta tudo do luxo: VEUVE CLICQUOT POLO CLASSIC NEW YORK
 
Para celebrar o 10º aniversário do Veuve Clicquot Polo Classic na semana passada, a Veuve Clicquot, ao lado do jogador de polo mundialmente conhecido Nacho Figueras, recebeu cerca de 10 mil entusiastas do esporte no Liberty State Park, em Nova York. O anfitrião do evento, o ator Neil Patrick Harris, liderou as festividades da charmosa tarde de polo, música e muitas flutes de champagne Clicquot. A grande atração de aniversário ficou por conta do show de Alicia Keys. A cantora, que detém 15 premiações Grammy®, fez uma performance inesquecível de suas canções "No One", "Girl on Fire” e "Empire State of Mind”, com a cidade de NY ao fundo.

Um poderoso grupo de brasileiros também estava presente na Vip Área: a modelo Laís Ribeiro, além dos casais Schynaider e Mario Garnero e Luiza e Fernando Vieira Santos. Luxíssimo!

Em dia de baile do Senhor Divino 2017, Patrícia Ramalho, Fátima Orlandim, Claudinéia Fávaro – a Imperatriz 2017 que fez um belíssimo trabalho – Sandra Vilela, Rita Bergamaschi, Lucimar Rodrigues e minha amiga querida que foi a força também da festa, Viviane Malouf. Mulheres poderosas, abençoadas pelo Senhor Divino!

Achismo ... A concha de cada um!

Quando a gente fica meio assim, assim, angustiado, sem saber muito que rumo tomar, que decisões tomar, em especial, emocionalmente falando, a gente deve se recolher. Eu, num momento muito difícil da minha vida, criei essa expressão, ou alguém me falou, ou li em algum lugar, e me apropriei para a minha vida: ir pra minha concha. Quando criança você já colocou uma concha no ouvido pra sentir o mar? Pois é. O processo é o mesmo. Na concha de cada um, bate o nosso coração. Os barulhos são nossos. As dores, também. E a gente ouve, a gente sente e, sozinho, vai se fortalecendo e se renovando. Dure o tempo que for preciso. Respeite-o. Faça por você. A gente acha que nunca vai passar. Mas passa. E a concha é um remédio para a alma. Saímos mais fortes. Mais confiantes. Dói, mas passa. Tudo passa. Amém!


Coluna social, com cultura, tem poesia:

Alberto Caeiro

Para além da curva da estrada

Para além da curva da estrada

Talvez haja um poço, e talvez um castelo,

E talvez apenas a continuação da estrada.

Não sei nem pergunto.

Enquanto vou na estrada antes da curva

Só olho para a estrada antes da curva,

Porque não posso ver senão a estrada antes da curva.

De nada me serviria estar olhando para outro lado

E para aquilo que não vejo.

Importemo-nos apenas com o lugar onde estamos.

Há beleza bastante em estar aqui e não noutra parte qualquer.

Se há alguém para além da curva da estrada,

Esses que se preocupem com o que há para além da curva da estrada.

Essa é que é a estrada para eles.

Se nós tivermos que chegar lá, quando lá chegarmos saberemos.

Por ora só sabemos que lá não estamos.

Aqui há só a estrada antes da curva, e antes da curva

Há a estrada sem curva nenhuma.

 

Noiva Thalissa, linda e feliz. Comodidade. Luxo. Praticidade. Tudo isso disponível no Lauda Hair Stylist. Saiba mais: 3315-3939 

 

 

... esse poema me fez repensar toda a minha vida, em determinada época, e, assim, partir e descobrir todas as curvas das estradas das vidas que eu ainda não havia vivido. Muito forte! Boa semana, amigos-leitores. Um beijo!

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE