PUBLICIDADE
DICAS

Vamos falar sobre o espaço pessoal dos cães?

O espaço pessoal é uma área imaginária ao redor do nosso corpo que buscamos preservar para nos mantermos seguros e confortáveis. Esse espaço é flexível e muda de acordo com a personalidade de cada

Da Redação

Equipe

02/12/2021 07h07 | Atualizada em 02/12/2021 07h10

Vamos falar sobre o espaço pessoal dos cães?

Divulgação

Imagine que você está caminhando tranquilamente pela rua e alguém que você não conhece se aproxima, aperta suas bochechas e bagunça seu cabelo. Qual seria sua reação?



Já parou pra pensar que os cães passam por isso com uma certa frequência?

Infelizmente, é comum vermos cães terem seu espaço pessoal sendo invadido por outros cachorros e pessoas no dia a dia. Por mais que o intuito da aproximação seja bom e carinhoso, nem sempre os cães percebem desta forma e isso pode se tornar um grande problema!

O espaço pessoal é uma área imaginária ao redor do nosso corpo que buscamos preservar para nos mantermos seguros e confortáveis. Esse espaço é flexível e muda de acordo com a personalidade de cada um, com o ambiente, a situação, a afinidade ou a proximidade com o outro que está vindo na sua direção. O mesmo vale para os cães!



Alguns cães são mais sociáveis, outros menos. Alguns gostam mais do contato físico, outros menos. Alguns são inseguros ou até já estão sensibilizados e traumatizados com experiências anteriores de interação com outros cachorros e pessoas! Precisamos aprender a perceber e respeitar isso!

Um cão não precisa interagir com qualquer pessoa ou cachorro que ele encontra pelo caminho. Cães que têm seu espaço pessoal invadido podem desenvolver comportamentos agressivos e ansiosos na presença de outros cachorros e pessoas, o que prejudica a convivência social e a qualidade de vida deles.

Antes de nos aproximarmos de um cão, é importante pararmos a uma distância confortável para todos e observá-lo. Assim, também damos tempo para ele nos observar, sentir nosso cheiro e nos mostrar se está confortável e tranquilo para a interação.

Caso o cão se mostre calmo e se aproxime para interagir com você, vá com calma, vocês estão se conhecendo! Carinhos muito intensos e uma invasão brusca do espaço pessoal podem assustá-lo.

Quer saber se o cão está confortável com a interação? Faça o teste de consentimento: pare o que estiver fazendo com ele e volte a observá-lo. Se o cão não se aproximar de você novamente é porque ele não quer continuar interagindo!

E se o cão não quiser interagir, tudo bem! A escolha é dele, só cabe a nós respeitar! Afinal, uma interação só é positiva quando é boa para todos os envolvidos!

FONTE: Petlove



Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE