PUBLICIDADE
ALEGRE E SAUDÁVEL

Saiba como deixar seu gato feliz na hora de se alimentar

Zelar pela correta alimentação do seu bichano, seja lá de qual espécie ele for, é a melhor maneira de vê-lo feliz e prevenir uma série de doenças

21/05/2020 11h23 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Saiba como deixar seu gato feliz na hora de se alimentar

Reprodução/Internet

Se você é pai ou mãe de gato que adora ficar por dentro das melhores práticas para cuidar bem do seu peludinho, vai adorar esse nosso post que traz dicas valiosas para tornar os momentos das refeições ainda mais saborosos.



Como você já cansou de escutar, zelar pela correta alimentação do seu bichano, seja lá de qual espécie ele for, é a melhor maneira de vê-lo feliz e prevenir uma série de doenças. E escolher um bom alimento para colocar no potinho é somente a ponta do iceberg de uma preocupação que deve ir além.

Já sei, você quase não tem experiência com gatos e acabou de adotar um? Então esse texto é a sua cara. Ou pelo contrário, teve felinos a vida toda e cuida deles da mesma maneira que seus pais ensinaram? Então, melhor não deixar de ler as nossas próximas três recomendações para melhorar a alimentação do seu gato e deixá-lo mais satisfeito – em todos os sentidos.

Alimentação individual

Pode acreditar, seu gato não vai achar nenhum pouco ruim se você o deixá-lo isolado na hora do almoço ou do jantar.



Diferentemente de outros animais, o gato desde sua origem nunca foi de andar muito em bando e preferiu sempre ser um caçador solitário, e por ser acostumado a agir por conta, está sempre com o alerta ligado e desconfia até da própria sombra.

Mesmo que ele interaja com outros cães e gatos da residência, a refeição para o seu peludinho representa um momento de vulnerabilidade, ou seja, com a cabeça no potinho e concentrado na comida, ele tem medo de virar alvo fácil de um predador. Então, ele vai comer muito mais relaxado se tiver certeza que está somente na companhia da sua ração ou petisco.

Pequenas porções

Encher o potinho de ração e ficar repondo quando ela estiver quase acabando é cômodo, enche a barriga do bichinho, mas com certeza não é o ideal e pode ser muito melhor.

Se você quiser ver o seu companheiro livre do sobrepeso e com mais saúde e disposição, então é bom oferecer ração, sachês ou petiscos em pequenas porções. Tenha em mente que o estômago do bichinho equivale aproximadamente a uma bola de pingue-pongue e um potinho cheio para alguém guloso é um convite perigoso.

Some a isso o fato de que o animal dá, em média, apenas três mordidas antes de ingerir o alimento e tenha uma ligeira ideia de como cada refeição pode cair feito uma bomba na barriga do bichinho, que dependendo do caso pode passar a regurgitar a refeição com frequência.

Deixe ele “brigar” pela comida

A nossa “trinca de ouro” não poderia ser finalizada sem falar do tão falado “enriquecimento ambiental”.

Lembre-se que você tem em casa um caçador nato, que passa até 80% do seu tempo em busca de presas. Então imagina que sensação incrível seria pra ele ter a glória de poder “conquistar” o próprio alimento? 

E enriquecer a alimentação do seu gato é mais simples do que você imagina e pode ser feito de várias maneiras. Brincar de esconder a ração, colocar um pouquinho de ração úmida num brinquedo e deixar o bichinho “brigar” por ele ou utilizar um comedouro interativo são só alguns exemplos.

Ao colocar um pequeno desafio na hora de alimentar o seu parceiro, seu gato encara a situação como um “circuito de busca”, no qual ele tem que procurar a comida, “matá-la” para finalmente comê-la. O mais interessante é que durante esse processo, o cérebro do peludinho vai liberando dopamina, que aumenta a sensação de felicidade e bem-estar. Interessante, não é mesmo?

.

FONTE: Pet Love



Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE