PUBLICIDADE
ESCOLA SUPERIOR DO MPMT

Promotor leva seu cão Theo para encerrar disciplina em Cuiabá

O diretor Joelson de Campos Maciel levou o seu cão Theo para falar sobre o antropocentrismo de Kant.

30/04/2019 07h43 | Atualizada em 30/04/2019 09h57

Promotor leva seu cão Theo para encerrar disciplina em Cuiabá

Divulgação

Os acadêmicos do curso de “Direito Constitucional e Administrativo” da Escola Superior do Ministério Público de Mato Grosso (FESMP-MT) tiveram a última disciplina com um “personagem” diferente. O diretor Joelson de Campos Maciel levou o seu cão Theo para falar sobre o antropocentrismo de Kant.

No primeiro dia, ele pediu que os alunos fizessem o próprio obituário para falar quem foram e o que fizeram “como um projeto existencial de cada um”. Ao final, o cão da raça Golden Retriever foi utilizado como exemplo da filosofia kantiana.

“Falei muito sobre Kant para abordar a separação do dever moral, do homem como ser moral e o cachorro como coisa. A sensação e separação entre razão e entendimento que Kant propõe. O exemplo do cachorro foi muito bom na aula”, afirmou. Immanuel Kant (1724-1804) foi um filósofo alemão, fundador da “Filosofia Crítica”, que procurou determinar os limites da razão humana.

Currículo e disciplina

Joelson Maciel é promotor de Justiça na 15ª Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente de Cuiabá e mestre em Direito Agroambiental pela Universidade Federal de Mato Grosso. É doutorando em Filosofia pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), em parceria com a Faculdade Católica de Mato Grosso (FACC-MT), graduado em Direito pela UFMT e especialista em Direito Público pela FESMP/MT.

A última disciplina do curso, Direito Ambiental, engloba teoria geral, princípios, tutela Constitucional do Direito Ambiental, licenciamento ambiental e competência constitucional, regime jurídico das licenças e outros.

.

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE