PUBLICIDADE
INDICAÇÃO POLÍTICA

Stopa exonera servidores envolvidos em esquema que provocou afastamento de Emanuel

Os 116 funcionários comissionados teriam sido contratados para atender interesses políticos do gestor afastado; o esquema de contratações irregulares é alvo de esquema da Operação Capistrum

Da Redação

Equipe

26/10/2021 14h25 | Atualizada em 26/10/2021 17h39

Stopa exonera servidores envolvidos em esquema que provocou afastamento de Emanuel

Internet

O prefeito de Cuiabá em exercício, José Roberto Stopa (PV), anunciou, nesta terça-feira (26), a exoneração dos 116 servidores temporários da Secretaria Municipal de Saúde envolvidos no esquema que afastou Emanuel Pinheiro (MDB) do comando do Poder Executivo Municipal. Segundo Stopa, o desligamento destes servidores deve ocorrer até a próxima sexta-feira (29).



Stopa assumiu a Prefeitura de Cuiabá, na quarta-feira (20), no lugar do emedebista que foi afastado da função após investigação de suposta organização criminosa voltada para contratações irregulares de servidores temporários na Secretaria Municipal de Saúde, que, em sua maioria teria sido realizada para atender interesses políticos do prefeito.

A decisão da Justiça foi baseada na delação do ex-secretário Huark Douglas Correia.

O ex-gestor disse que, durante o período em que esteve a frente da SMS, 259 servidores temporários foram contratados para atender interesses políticos do prefeito de Cuiabá e que o próprio Emanuel teria dito que as referidas contratações seriam um 'canhão politico' e visavam retribuir ou comprar apoio político.



Conforme Stopa, 143 servidores já haviam sido demitidos antes mesmo do afastamento. A partir de sexta-feira (29), serão feitos os desligamentos dos outros 116 contratos temporários questionados pelo Ministério Público Estadual.

Por causa da investigação, Stopa afirma que definiu que o início da auditoria na folha de pagamento do executivo comece pela pasta da Saúde. A gestão afirma que implementou em março de 2021, processo de recadastramento do servidores.

Será feita a análise dos dados e em caso de constatação de irregularidades o município irá proceder com o desligamento dos servidores.



Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE