PUBLICIDADE
GELADEIRA SOLIDÁRIA

Projeto distribui sacolões para famílias em situação de vulnerabilidade na Capital

A ação consiste na doação de mercadorias que não estão em condições de venda, mas que permanecem em perfeitas condições de consumo; 30 famílias estão sendo atendidas semanalmente

Da Redação

Equipe

26/10/2021 11h22 | Atualizada em 26/10/2021 15h25

Projeto distribui sacolões para famílias em situação de vulnerabilidade na Capital

Assessoria

Como forma de atender o maior número de famílias em situação de vulnerabilidade social, a Prefeitura de Cuiabá, em parceria com a Associação de Permissionários e Mercado do Porto e Grupo Solar, mantém o projeto “Geladeira Solidária”. A ação consiste na doação de mercadorias que não estão em condições de venda, mas que permanecem em perfeitas condições de consumo.



As geladeiras, que foram entregues pelo Grupo Solar, sendo também o responsável pela manutenção dos equipamentos, foram instaladas na entrada principal do Mercado do Porto, onde diariamente são recebidas as doações e montados os sacolões que posteriormente são distribuídos às famílias cadastradas.

“Realizamos um cadastro das famílias que retiram os sacolões, para que de forma organizada, sejam divididos por dias da semana. A retirada é feita por grupos, a fim de evitar a aglomeração de pessoas num mesmo ambiente”, explicou o presidente do Mercado do Porto, Jorge Antônio Lemos Júnior.

O presidente aponta que em média estão sendo distribuídos 150 sacolões/dia, sendo atendidas 30 famílias por semana, o que representa 600 pessoas beneficiadas. “Estamos satisfeitos com mais essa parceria com a Secretaria de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, que cedeu o espaço para execução do projeto e fornecimento da energia”, pontuou Junior Lemos.



“Estamos articulando ações que promovam o atendimento ao maior número de pessoas nesse momento de maior crise sanitária em todo país. O que pode parecer em desuso para muitos, aqueles que passam por dificuldades para atender suas famílias tem grande valor”, finalizou o secretário municipal de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Francisco Vuolo.



Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE