PUBLICIDADE
UTILIDADE PÚBLICA

AL aprova projeto que assegura máscaras para trabalhadores e população vulnerável

Lúdio Cabral destacou que as máscaras PFF2 podem ser reaproveitadas, de modo que quatro máscaras por mês são suficientes para cada pessoa.

Da Redação

Equipe

08/10/2021 13h56 | Atualizada em 08/10/2021 16h18

A Assembleia Legislativa aprovou, na quarta-feira (6), o projeto de lei 280/2021 do deputado estadual e médico sanitarista Lúdio Cabral (PT) que garante a distribuição gratuita de máscaras PFF2 à população mais vulnerável e aos trabalhadores de Mato Grosso. O projeto, apresentado por Lúdio em abril, agora vai à sanção do governador.



As máscaras PFF2 são recomendadas pelas autoridades sanitárias para toda a população para evitar a transmissão da covid-19. Elas filtram o ar de forma muito mais eficiente que as outras máscaras, barrando até mesmo as partículas minúsculas dos aerossóis contendo coronavírus.

“É importante lembrar que a pandemia ainda não acabou, e precisamos continuar nos prevenindo contra a covid-19. Ainda vamos conviver com as máscaras por um bom tempo, e é importante assegurar que a população tenha acesso a máscaras mais eficientes para prevenir o contágio. Por isso apresentei esse projeto para assegurar a distribuição de máscaras PFF2 às parcelas mais vulneráveis da população. Mesmo com dispensa de pauta, demorou mais de cinco meses para o projeto ser aprovado. Agora espero que o governador tenha sensibilidade de sancionar essa lei”, disse Lúdio.

O projeto prevê que os empregadores forneçam máscaras PFF2 aos seus funcionários (tanto no serviço público como no setor privado) para exercer a jornada de trabalho, e que o Sistema Único de Saúde (SUS) forneça as máscaras à população do grupo de risco, aos desempregados e aos beneficiários de programas sociais, como auxílio emergencial, bolsa família e benefício de prestação continuada (BPC).



Lúdio lembrou que as máscaras PFF2 podem ser reaproveitadas, de modo que quatro máscaras por mês são suficientes para cada pessoa.



Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE