PUBLICIDADE
CADASTRO ÚNICO

Mais de 30 pessoas em situação de rua são atendidas no primeiro dia de Mutirão

A ação segue até o dia 7 de dezembro nas unidades dos Centros de Referência Especializado em Assistência Social

04/12/2020 08h00 | Atualizada em 03/12/2020 17h49

A Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, iniciou nesta quarta-feira (02) mais um mutirão para atualização e inclusão de novos assistidos no Cadastro Único. Desta vez, a ação é voltada especialmente para a população em situação de rua. O trabalho segue até o dia 7 de dezembro nas unidades dos Centros de Referência Especializado em Assistência Social (Creas) e unidades de acolhimento do Município.




O primeiro local a receber os atendimentos foi o Hotel Albergue, criado desde o início da pandemia do novo coronavírus em Cuiabá. Nessa unidade, o cadastramento e atualização de dados foram ofertados para os 50 assistidos. Desses, 34 aceitaram o convite e puderam realizar o processo. Segundo levantamento da Secretaria, atualmente, do total de pessoas abrigadas nas unidades de acolhimento, 90 necessitam ser inseridas no Cadastro Único.


Nesta quinta-feira (03), em período integral, o mutirão é realizado no Albergue da Guia e no Centro de Referência de Assistência Especializado em Assistência Social (Creas) Norte. O Cadastro Único tem como proposta ser uma ponte para o acesso das pessoas em situação de rua às políticas públicas executadas no Município. Dessa forma, essa população tem a oportunidade de ser identificada corretamente.


“Essa ação permite a atualização dos dados municipais, pelo qual é possível identificar as principais características desse público, onde há maior concentração, qual seu perfil e quais suas necessidades. Isso contribui para a implementação de políticas e programas específicos voltados à promoção da autonomia dessas pessoas”, disse a secretária municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, Hellen Ferreira.




Além disso, pontuou a secretária, o cadastramento da população em situação de rua deve ser feito de forma articulada com a área de Proteção Social Especial da Assistência Social do Município. Isso é importante para garantir a coordenação das ações técnicas de mapeamento e abordagem adequada das pessoas em situação de rua que devem ser cadastradas, além do acompanhamento e a integração do segmento à rede de proteção social.


Segundo dados do Projeto Quero te Conhecer, existe em Cuiabá cerca de 212 pessoas em situação de rua. Por isso a necessidade de realização de ações para uma atualização mais significativa desse público. “São por meio desses mutirões que conseguimos fazer a atualização cadastral e inserção no cadastro único para um dado oficial mais preciso além da garantia de visibilidade da população em situação de rua e acesso aos programas do Governo Federal”, concluiu Hellen Ferreira.  

Calendário da programação: Sexta-feira (04), na Casa Pastoral e Creas Centro. Segunda-feira (07), no Albergue Manoel Miráglia e Porto. 

.

FONTE: Assessoria



Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE