PUBLICIDADE
DECRETO MUNICIPAL

Prefeito prolonga regime de isolamento social por mais 34 dias

Emanuel Pinheiro diz que medidas estabelecidas no dia 23 tiveram resultado positivo, mas houve "relaxamento"

Reinaldo Fernandes

Repórter

04/04/2020 11h01 | Atualizada em 04/04/2020 15h50 1 comentario

Prefeito prolonga regime de isolamento social por mais 34 dias

Reprodução/Luiz Alves

O prefeito Emanuel Pinheiro prorrogou por mais 34 dias as medidas restritivas de isolamento social para o controle do contágio do novo coronavírus em Cuiabá. A validade das regras vai agora até o dia 10 de maio, contudo, com e previsão de reavaliação a cada 15 dias. 



O anúncio de extensão do prazo foi feito na manhã deste sábado (4) em transmissão ao vivo por redes sociais do prefeito. Ele disse que as medidas que começaram a valer no dia 23 de março tiveram resultado “altamente positivo” nos dez primeiros dias do decreto, mas caíram ao longo desta semana. 

“Houve um certo relaxamento. Mais pessoas estavam nas ruas, mais carros circulando, então a curva de contágio que estava sendo achatada voltou a crescer, por isso estamos prorrogando o prazo do decreto”. 

O prefeito afirmou que a eficiência das medidas decretadas foi avaliada do Comitê de Enfrentamento do Novo Coronavírus de Cuiabá. O isolamento social e a restrição do comércio apenas aos serviços de bens essenciais teriam contribuíram para desacelerar o contágio, tirando Cuiabá da margem de locais com contágio mais rápido em curto prazo, como vem sendo registrado no Brasil. 



“Nó saímos da curva de ascensão rápida da doença, como vem ocorrendo em nível nacional e cidades de outros países, como Milão na Itália, para um achamento dessa curva. Se houvesse as medidas de isolamento, o contágio poderia que temos agora poderia ocorrer antes e de forma muito mais rápida”.  

Transporte coletivo 

 Por causa do “relaxamento” das medidas nesta semana, o prefeito endureceu as regras para o transporte coletivo. Foi mantida a restrição de circulação a 30% da frota e o atendimento, de 6 de abril a 10 de maio, estará disponível apenas para pessoas que comprovarem trabalharem em estabelecimentos de bens essenciais. Apenas 20% dos ônibus em circulação vão atender essas pessoas. 

“20% da frota que estiver em circulação vai atender as pessoas que, comprovadamente, trabalharem em estabelecimento de bens essenciais e de serviços essenciais, como a saúde, a limpeza urbana”.  

Escolas 

Escolas da rede municipal permanecem com as atividades presenciais suspensas até o dia 10 de maio. A nova data vale para as unidades de creche aos ao ensino básico. 

Neste período, segundo o prefeito, as famílias com cadastro no Bolsa Família continuarão a receber sacolão de cesta básica. Também, a Secretaria de Educação irá disponibilizar atividades curriculares na modalidade ensino à distância (EAD). 

O passe livre estudantil permanecerá sem validade pelo mesmo período 

Centros de convivência 

Os centros de convivência dos idosos e CRAs (Centros de Refência da Assistência Social) permanecem com modelo de atendimento em vigor desde o 23 de março.  

O cartão transporte dos idosos também não vão estar disponíveis. 

Comércio

O comércio e serviços terão funcionamento restrito de 6 a 21 de abril. A data e o regime vale para shopping centers, restaurantes, bares, academias, feiras, igrejas, exposições entre outros.

O veto também se aplica aos vendedores ambulantes. Também continua vedada a realização de qualquer tipo de evento que possa resultar em aglomeração de pessoas. Estabelecimentos como supermercados, padarias, açougues, e lojas de conveniência podem continuar o funcionamento, mas o consumo dentro destes locais está vedado.

 

.


1 COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

  1. Vai quebrar o Estado e Cuiabá tb, desse jeito..E tb n irá ganhar a reeleição.

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE