PUBLICIDADE
PRÓXIMA FASE

Quatro empresas são habilitadas a seguir na licitação do Anel Viário de Rondonópolis

Resultado dos recursos da fase de Habilitação constam do Diário Oficial; sessão pública para abertura de envelope com propostas de preço acontece dia 16 de agosto, sexta-feira

14/08/2019 17h30 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00 3 comentarios

Quatro empresas são habilitadas a seguir na licitação do Anel Viário de Rondonópolis

Reprodução/Internet

Após julgamento de recurso da fase de Habilitação, a construtora Agrienge Ltda segue na licitação que selecionará a empresa para executar a obras de revitalização do Anel Viário de Rondonópolis (a 217 km de Cuiabá). Das seis construtoras inscritas na abertura do certame em julho, duas foram inabilitadas por não cumprimento de itens previstos edital e estão fora do certane.



O resultado de Habilitação foi divulgado pela Comissão Permanente de Licitação (CPL) da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) no Diário Oficial do Estado que circula nesta quarta-feira (14.08).

Conforme informações da CPL, seguem na concorrência pública as empresas ENPA Engenharia e Parceria eirelli, Construtora Amil Ltda, Fratello Engenharia Ltda e Construtora Agrienge Ltda. As construtoras Tripolo Ltda e Geosolo Engenharia Planejamento e Consultoria Ltda foram inabilitadas. A Geosolo chegou a protocolar recurso quanto à classificação na etapa de Habilitação, mas os argumentos não foram acatados pela Comissão Permanente de Licitação da Sinfra.

Com o resultado do julgamento, a CPL procederá agora na avaliação das propostas de preço apresentadas pelas empresas classificadas na licitação. A sessão pública para abertura dos envelopes acontece nesta sexta-feira (16.08), a partir das 14 horas.



Nesta etapa, são analisadas pela CPL as planilhas orçamentárias, dentre outros documentos técnicos, que também serão conferidos e classificados.

Concluídos os trabalhos e respeitados todos os prazos recursais e legais, a Comissão Permanente de Licitação emitirá um relatório de condução do certame e encaminhará os autos ao secretário da Sinfra, Marcelo de Oliveira, que após análise procederá a homologação e adjudicação do objeto da empresa vencedora.

Será considerada vencedora do certame a empresa que cumprir todos os requisitos do edital, ser considerada habilitada e apresentar proposta de preços com o menor preço global para o serviço. A previsão é de que todos os trâmites demorem cerca de 30 dias úteis, desde a abertura do certame, que aconteceu no dia 25 de julho de 2019.

Obra

A empresa vencedora da licitação deve executar a obra de recuperação de 16 quilômetros das rodovias MT-483 e MT-270, nos entroncamentos da BR-163, margeando a cidade de Rondonópolis. De acordo com o edital de licitação, os serviços previstos no projeto devem ser realizados no prazo de oito meses (240 dias), com vigência de contrato projetada para 330 dias.

A integra do julgamento dos Recursos poderá ser obtida por meio do site: www. sinfra.mt.gov.br, acessando o menu “Editais e Licitações”, na capa do sítio.

Confira a publicação no Diário Oficial Aqui

.

FONTE: Governo do Estado



3 COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

  1. Esse é um processo forjado porque isso teria que estar sendo feito pela empresa privada Morro da Mesa, que cobra pedágio caríssimo.

  2. So para otário ver. Cambada de sorrateiro enganando o povo.

  3. So para otário ver. Cambada de sorrateiro enganando o povo.

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE