PUBLICIDADE
ENCONTRO NACIONAL

Profissionais avaliam impacto dos 15 anos do programa Bolsa Família

Representantes de todas as unidades de federal participaram do encontro para debater e compilar a Carta de Mato Grosso, para ser entregue ao MDS

Da Redação

Equipe

07/11/2018 14h31 | Atualizada em 07/11/2018 14h39

Profissionais avaliam impacto dos 15 anos do programa Bolsa Família

Jana Pessôa

Representantes de todas as 27 unidades da federação participaram nesta terça-feira (06), em Cuiabá, da abertura do Encontro Nacional Intersetorial de Coordenadores do Programa Bolsa Família (PBF) e Cadastro Único. Os profissionais da saúde, educação e assistência social vão analisar a Carta do Paraná 2017 e elabora a Carta de Mato Grosso 2018, que será entregue a representantes do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) na próxima quinta-feira (08).

O superintendente de Inclusão Social da Setas-MT, afirmou que o encontro é uma oportunidade para debater e compilar a Carta de Mato Grosso. "Esperamos que a construção que realizaremos aqui garanta o futuro deste Programa e do Cadastro Único que é uma ferramenta tão importante que revolucionou o trabalho social neste país”, comentou.

“Temos certeza que a construção coletiva da carta fortalecerá as ações do Programa, pois cada representante traz as realidades vivenciadas em seus respectivos estados. Certamente o resultado do trabalho terá êxito”, comentou Oracilda Pinheiro, Assessora de Gabinete da Setas, que representou a secretária da Setas, Monica Camolezi.

A representante da área da saúde de Mato Grosso, Jane Taveira, nutricionista e coordenadora da Alimentação e Nutrição do Estado, disse que esse é um momento especial, “Vamos aproveitar para traçar nossos objetivos e levar essas propostas. Não devemos ceder em nenhum momento, para que os usuários não tenham nenhuma perda”, afirmou.

A representante do estado de Alagoas, Maria José Cardoso, gestora do Cadastro Único e do Bolsa família, ressaltou o período de criação do PBF que completou 15 no último mês de outubro. A gestora lembrou ainda a relevância dos indicadores positivos em relação a saúde, educação e assistência social.

“Vamos continuar acreditando no trabalho que desenvolvemos nestes anos todos. O meu estado, que é um dos menores da Federação, tem os piores índices de indicadores sociais e o programa faz toda diferença, não só para as famílias beneficiadas, mas também porque dinamiza a economia do município e do próprio Estado”, comenta Maria José.

O Encontro Nacional e Intersetorial ocorre dos dias 06 a 09 de novembro, das 08h às 18h, no auditório do Mato Grosso Palace Hotel, na Rua Joaquim Murtinho, 170, no centro de Cuiabá. O evento é organizado pela equipe da Superintendência de Inclusão Social da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social de Mato Grosso (Setas-MT).

.

FONTE: Assessoria

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE