PUBLICIDADE
APÓS GREVE DOS ALUNOS

UFMT comunica suspensão do aumento no almoço do RU

Novos valores serão cobrados apenas em 2019. Despesas internas da instituição serão readequadas e valor das refeições segue R$ 1

Celestino Carlos

Jornalista

17/05/2018 11h10 | Atualizada em 17/05/2018 12h03

UFMT comunica suspensão do aumento no almoço do RU

Reprodução/internet

A Universidade Federal de Mato Grosso UFMT anunciou no site oficial da instituição que está suspensa a implantação da nova política de alimentação estudantil que alterava os valores cobrados dos alunos pela refeição vendida no Restaurante Universitário (RU).

 De acordo com o comunicado, a decisão de suspensão do reajuste do RU será até dezembro de 2018. Com isso, os novos valores serão cobrados apenas em 2019. De acordo com a reitora da UFMT, Myrian Serra, sua gestão buscou dialogar com os estudantes para resolver o problema.

“Nas audiências públicas e nos espaços de discussão internos da Universidade em que abordamos este tema, ouvimos sobre o apelo da não implementação deste formato de reajuste”, disse Serra.

 Ainda de acordo com as informações contidas no comunicado, será necessária a readequação de despesas em 2018 para garantir o funcionamento da UFMT.

“Há um cenário de restrição orçamentário imposto às universidades públicas em nosso país. Embora atuemos contra isso no campo político e social, de forma imediata, também precisamos readequar nossas despesas internas. Mas ouvimos da comunidade acadêmica sobre a importância de participar ativamente deste processo”.

Além disso, a gestão financeira da UFMT alega que os recursos das universidades públicas destinados a despesas de custeio vêm caindo seguidamente nos últimos anos. O orçamento de 2017 para custeio sofreu redução de 4,5%.

 

Leia mais

FONTE: Universidade Federal de Mato Grosso

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE