PUBLICIDADE
SOLIDARIEDADE

Diretor de escola pública pede doações de 800 livros para projeto

Livros paradidaticos devem ajudar alunos a melhorarem na leitura para conquistarem vaga em vestibulares

Camilla Zeni

Jornalista

16/04/2018 08h38 | Atualizada em 16/04/2018 08h41

Diretor de escola pública pede doações de 800 livros para projeto

Montagem

O pedido de ajuda de Dimas Antônio, diretor da escola estadual Ulisses Cuiabano, no bairro Jardim Cuiabá, ganhou repercussão durante esta semana. O professor foi visto em diversos pontos de Cuiabá com um cartaz pedindo doações de livros para auxiliar seus mais de 800 alunos com a literatura. As obras não fazem parte do quadro de doações do Governo Federal.

Segundo o diretor, as doações são para aprimorar um projeto de leitura existente na escola desde o ano passado. Os livros são paradidáticos e serão usados para que os alunos melhorem na leitura, visto que apresentam certa dificuldade. Com o projeto, a ideia é que os estudantes peguem gosto pela literatura e, assim, também consigam sair da unidade com uma base de leitura ainda melhor e aumento suas chances de conquistarem uma vaga nas universidades.

Sentado em uma cadeira, ele tem ao seu lado um cavalete com flipcharts. Na folha, ele escreveu: “Sou Dimas Antônio, diretor da Escola Estadual Professor Ulisses Cuiabano. Estamos precisando de doações de livros paradidáticos para um projeto de leitura. A escola não tem dinheiro para comprar. Nos ajudem se puderem! Obrigado”.

Em busca de apoio, ele já esteve em um shopping, onde procurou livrarias e também buscou apoio com a população. Ele também já andou pela Assembleia Legislativa, mas não chegou a ser ouvido por parlamentares. No entanto, o professor segue na busca de ajuda para conseguir cerca de 800 livros, que não são distribuídos pelo Governo Federal. A ideia é ter um para cada aluno da escola, para que todos possam aproveitar e participar do projeto "Leitura Assistida". Atualmente, ele se encontra no Aeroporto Marechal Rondon.

Os nomes dos livros necessários estão em uma lista, separados por turmas. De cada exemplar, ele precisa de 30 unidades. Quem puder contribuir pode entrar em contato com o diretor diretamente na escola, pelos telefones (65) 9 9925 5423 e 3322-2249. A doação também pode ser feita na escola, localizada na Rua dos Miosótis, s/n, no bairro Jardim Cuiabá.

Confira na imagem abaixo a lista de livros.

 

.

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE