PUBLICIDADE
PAGAMENTO APENAS EM MAIO

Prefeitura atrasa salário de quase 300 servidores da educação

Funcionários foram contratados no início do ano e já estão há dois meses sem receber; secretaria cobra documentações

Camilla Zeni

Jornalista

16/04/2018 13h30 | Atualizada em 16/04/2018 14h04

Prefeitura atrasa salário de quase 300 servidores da educação

Reprodução/Google

Cerca de 300 funcionários contratados pela Secretaria Municipal de Educação (SME) de Cuiabá deverão receber salário referente ao trabalho de março apenas na folha de pagamento de abril. No início da semana, o número era de 600 servidores com salários atrasados, mas metade deles já receberam nesta sexta-feira (13). A Prefeitura de Cuiabá afirma que o não pagamento é devido a falta de documentação dos trabalhadores junto à pasta municipal.

A falta de salário é sentida pelos funcionários há cerca de dois meses. Até essa semana, um grupo de cerca de 600 servidores não havia recebido o salário pelo mês trabalhado. No entanto, uma Folha Complementar permitiu o pagamento à 300 desses prestadores de serviço. A medida foi solicitada pelo vereador Gilberto Figueiredo (PSB) em sessão plenária da Câmara Municipal, quando denunciou o descaso.

De acordo com a Prefeitura, o não pagamento se deu em razão da falta de documentações dos funcionários junto à SME. “Para que o cadastro dos servidores seja efetivado, é imprescindível a apresentação de todas as certidões e demais declarações. A partir disso, é estabelecido o número de matrícula (do servidor), além da sua inclusão na folha mensal”, explicou o secretário da pasta, Alex Vieira.

Conforme determinação, os funcionários, que são prestadores de serviço por tempo determinado, e foram contratados no início do ano, teriam prazo para protocolar as documentações, que seria até o dia 28 de cada mês, antes do fechamento da folha de pagamento.

O vereador Gilberto já havia ponderado a situação de documentos quando formulou a denúncia, e questionou: “Um governo que se diz humanizado não pode deixar os servidores sem recursos até 30 de abril. Por que não fazer uma folha suplementar?".

Atendendo ao vereador, a prefeitura informou que, dos 2.606 servidores em exercício, 1.338 receberam o pagamento referente a março no prazo correto. Depois, uma primeira Folha Complementar foi feita para pagar mais 662 funcionários. Ou seja, até essa semana ainda havia 676 prestadores de serviço com salários atrasados.

Com os pagamentos da segunda Folha, realizados nesta sexta-feira aos 300 servidores, ainda há mais outras 300 pessoas que permanecem sem o salário por falta de entrega de documentos. A prefeitura informou que esse grupo, considerado “pequeno”, deve receber apenas na próxima folha de pagamento.

“Infelizmente ainda falta um número de pessoas, mas eles serão pagos na folha de abril”, informou a assessoria.

Em razão da falta de pagamento, um grupo de funcionários chegou a paralisar as aulas em um Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei), no bairro Paiaguás, nesta segunda-feira (9).

A assessoria de imprensa não atendeu aos chamados do Circuito MT e tampouco confirmou os questionamentos em relação ao pagamento das pessoas restantes.

Leia mais

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE