PUBLICIDADE
EDUCAÇÃO PARA TODOS

Comunidade indígena reivindica criação do IFMT em Canarana

Atualmente no município de Canarana existe um Centro de Referência que é ligado ao Campus Barra do Garças. O centro oferece curso técnico subsequente e concomitante

13/03/2018 08h20 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Comunidade indígena reivindica criação do IFMT em Canarana

Assessoria

Sessenta lideranças da comunidade indígena do Território Étnico Educacional do Xingu reivindicaram em reunião com ao reitor do IFMT, professor Willian Silva de Paula, juntamente com representantes da Funai e Seduc, a criação do Campus Canarana. A reunião ocorreu no polo Leonardo, no Parque Nacional do Xingu. Durante a visita, o reitor também participou da formatura dos estudantes indígenas do curso de ensino médio regular da Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc).  

Atualmente no município de Canarana existe um Centro de Referência que é ligado ao Campus Barra do Garças. O centro oferece curso técnico subsequente (para quem já terminou o ensino médio) e concomitante (o estudante faz o ensino médio em outra escola e faz somente o curso técnico no Instituto Federal) em Informática. Além disso, oferece cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) nas seguintes áreas: assistente administrativo e inglês básico.

Segundo o reitor do IFMT, professor Willian Silva de Paula, essa visita teve o objetivo de atender uma demanda do Xingu, através do território étnico educacional a questão de educação dentro do parque.

“O Instituto Federal de Mato Grosso é parceiro e participa dessa discussão com vistas a fortalecer o município de Canarana, vislumbrando algumas ações para o povo xinguano. Para 2018, fortaleceremos a permanência do Instituto Federal em Canarana”, ressaltou Willian de Paula.

Sobre a criação de um campus no município, ele explicou que foi realizado um projeto e protocolado no Mec. “Tivemos várias reuniões e possuímos parlamentares imbuídos em nossa causa. Essa semana tive uma agenda com o prefeito do município para validar o pedido que já está protocolado no ministério. Eu acredito que um campus vai projetar o município de Canarana num cenário educacional. Trazer tecnologia, pesquisa, extensão, com a potencialidade que esse filho e filha do trabalhador tem no município de Canarana e no seu entorno”.

Willian de Paula ressaltou que o Instituto tem se fortalecido na região do Araguaia-Xingu. “O trabalho que o Centro de Referência de Canarana já desenvolve, com turmas formadas e outras que vem deslumbrando com projetos novos. Eu estendo esse trabalho de destaque ao Campus Confresa que tem desenvolvido um trabalho impar na região, principalmente com a preocupação com a questão indígena com os povos xinguano e xavante”.

Ele ressaltou que uma das demandas é contribuir com a formação dos jovens no ensino médio e já existe um projeto de um curso técnico integrado ao ensino médio. Esse curso foi escrito por profissionais que compõem o nosso quadro do Centro de Referência em Canarana.

O coordenador do Centro de Referência em Canarana, Alexis Leal, falou que a criação de um campus em Canarana é de suma importância porque vai atender uma parte da região do Araguaia que não está coberta pelo IFMT. Ele contou ainda que o centro de referência já realizou um curso técnico em informática e audiovisual para Associação de Mulheres Yamurikumã

.

FONTE: Assessoria

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE