PUBLICIDADE
EM BUSCA DE RESPOSTAS

Prefeitura vai apurar causas da pane que deixou Chapada sem água

Prefeita Thelma de Oliveira realiza série de reuniões com representantes do CREA, Secid e Ministério Público para descobrir o que levou à pane

Da Redação

Equipe

14/02/2018 14h30 | Atualizada em 14/02/2018 15h17

Prefeitura vai apurar causas da pane que deixou Chapada sem água

Reprodução

Ainda com dificuldades no abastecimento de água, problema iniciado no sábado (10), a prefeitura de Chapada dos Guimarães informou na manhã desta quarta (14) que irá apurar as causas da pane elétrica que causou sérios transtornos a moradores e turistas durante o carnaval deste ano. Foram pelo menos dois dias inteiros à base de caminhões-pipa e água mineral, disseram moradores e comerciantes.

O chefe do Sistema de Abastecimento de Água e Esgoto (SAAE) da cidade, Luiz Leite, garantira o pleno restabelecimento das operações para a segunda (12), mas isso não ocorreu. O novo prazo é até o fim da tarde de hoje (quarta-feira, 14). Segundo nota da assessoria da prefeitura, o Conselho Regional de Engenharia e Construção (CREA), a Secretaria de Estado de Cidades (Secid) e o Ministério Público irão garantir a apuração do ocorrido.

Durante o feriado de terça (12), a prefeita Thelma de Oliveira reuniu-se com o chefe da SAAE, o secretário da Secid, Wilson Santos, e sua assessoria jurídica alinhar como isso será feito, além de maneiras de impedir nova pane e consequente suspensão no fornecimento de água.

Thelma de Oliveira participa à tarde de uma audiência no CREA. Ela deve pedir uma vistoria técnica na Estação de Abastecimento Dante Martins de Oliveira, inaugurada no dia 20 de janeiro.

Em outra frente, o procurador de Chapada, Renato Orro, encaminhará ao Ministério Público a solicitação de investigação do que enfim causou o problema.

Leia mais 

 

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE