PUBLICIDADE

Cidades - Página 1260

Jovem que arrecadou R$ 100 mil pela web vai reconstruir rosto em outubro

Jovem que arrecadou R$ 100 mil pela web vai reconstruir rosto em outubro

Um ano depois de arrecadar mais de R$ 100 mil pela internet ao realizar uma campanha para fazer uma cirurgia de reconstrução no rosto, o jovem Oziel de Oliveira, de 23 anos, morador de Lucas do Rio Verde, cidade a 360 km de Cuiabá, declarou em entrevista que o grande sonho deverá se realizar somente em outubro.

Obras de mobilidade urbana alteram desfile de 7 de setembro em Cuiabá

Obras de mobilidade urbana alteram desfile de 7 de setembro em Cuiabá

Em razão das obras de mobilidade urbana em Cuiabá, neste ano o desfile cívico de 7 de Setembro será realizado em frente à 13ª Brigada de Infantaria Motorizada, localizada na avenida Historiador Rubens de Mendonça, na Capital. Outra novidade decidida em reunião pela comissão organizadora do evento é que o desfile será no período matutino, com previsão de início às 8h.   Na próxima terça-feira, a comissão se reúne com demais órgãos para definir os últimos detalhes do evento. “Para esse ano esperamos uma participação maior por parte da sociedade, já que se trata de um evento público de caráter cívico”, disse o coordenador do desfile, coronel BM Atila Wanderley da Silva.   Participaram da reunião representantes das unidades da Policia Militar, Policia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Exército Brasileiro, Aeronáutica, Marinha do Brasil, Defesa Civil, Casa Militar, Casa Civil, Secretaria de Estado de Educação, Secretaria Municipal de Educação, Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, Secretaria Municipal de Trânsito, Policia Rodoviária Federal, Sistema Penitenciário e representantes das escolas estaduais e municipais de Cuiabá e Várzea Grande.     Assessoria/Sesp-MT  

Cáceres desperdiça 9, 5 milhões de litros de água por dia

Cáceres desperdiça 9, 5 milhões de litros de água por dia

Nove milhões e quinhentos mil litros de água produzida pela Estação de Tratamento (ETA) de Cáceres (234 km de Cuiabá), equivalente a 50% da produção diária, são desperdiçadas. Cerca de 5,7 milhões de litros, equivalente, a 30% do desperdício, ocorre antes mesmo da água sair da ETA.   São vazamentos existentes, em toda estrutura do prédio. O restante, cerca de 3,8 milhões de litros, se perdem através das milhares de ligações clandestinas, bem como, vazamentos em toda extensão da rede de distribuição. A capacidade de produção da Estação de Tratamento é de 220 litros por segundo, equivalente, a 19 milhões de litros/dia.   A revelação foi feita, com exclusividade, ao Jornal Expressão, pelo engenheiro Paulo Donizete da Costa, futuro coordenador dos serviços de tratamento e distribuição de água no município, a exatamente, uma semana da prefeitura reassumir o controle dos serviços de tratamento e distribuição de água à população, previsto para 2 de setembro, justificando a necessidade urgente de investimentos para sanear os problemas, modernizar o setor e, dessa forma, produzir e oferecer produto de qualidade à população.   Além do desperdício, ocasionados por vazamentos e ligações clandestinas, Donizete enfatiza que, das 21.046 ligações cadastradas no sistema, 5.724 não dispõe de hidrômetros, 1.200 estão com hidrômetros danificados, 1.814 estão parados com atividades, 40 estão parados sem atividades e 12.268 estão em atividade normal, porém, vários com prazo de validade vencido.     De acordo com Donizete, será necessário substituir, pelo menos, 12 mil hidrômetros para melhor gerir a produção de água necessária para o consumo da população. “É de nosso conhecimento a precariedade em que se encontra o sistema, haja vista a falta d’água e a falta de qualidade do produto” argumenta.   O futuro coordenador não descarta a possibilidade de aumentar a tarifa da água que hoje é de R$ 11,00 o metro cúbico – equivalente a 1 mil litros por mês. “A princípio não é do nosso interesse aumentar. Vamos analisar a demanda de receita e despesa durante 30 dias. Ai então vamos decidir. Se houver prejuízo como se comenta, teremos que majorar. Até mesmo porque, nos últimos 11 anos a tarifa de água em Cáceres só teve um aumento de 22% no ano passado” diz lembrando que “nesse período o salário mínimo subiu mais de 300%; a energia elétrica também 300% e produtos químicos mais de 500%”.   De posse de uma pesquisa, ele afirmou que a água em Cáceres é uma das mais baratas do Estado. Em outros municípios, a média, segundo ele, é de R$ 18,00 o metro cúbico. “A tarifa em Cáceres, atualmente, é uma das mais baratas do Estado. Em Cuiabá é praticada a R$ 19,90, em Pontes e Lacerda R$ 18,50, em Sinop, R$ 16,50.”   A retomada do gerenciamento dos serviços de água e esgoto do município foi uma das principais promessas de campanha do prefeito Francis Maris Cruz. Além de tecer severas críticas pela falta d’água e a qualidade do serviço oferecido à população, o então candidato defendeu reiteradas vezes que, a administração reassumisse essa função, tendo em vista que, sendo tocada por uma empresa terceirizada o município não poderia receber recursos federais para reestruturação do setor.   Ferrenho oposicionista da administração, o vereador Edmilson Campos, o Café no Bule, já antecipou. “Sou favorável à prefeitura assumir esses serviços. Mas de antemão digo que sou, terminantemente, contra a ideia de majora a tarifa. Antes mostre serviço para depois cobrar” afirma. Por: Expressão Notícias  

Começa revisão biométrica em Lucas do Rio Verde nesta segunda (26)

Começa revisão biométrica em Lucas do Rio Verde nesta segunda (26)

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE/MT) inicia nesta segunda-feira (26/08) a revisão biométrica no município de Lucas do Rio Verde (330 km de Cuiabá). Os 33.349 eleitores do município terão até o dia 21 de novembro para procurar um dos postos de atendimento para cadastramento.   O Tribunal estipulou uma meta diária de atendimento em 507 eleitores, portanto, a fim de evitar a formação de filas, é fundamental que a população não deixe para atender a convocação da Justiça Eleitoral nos últimos dias da revisão.   Para o cadastramento o eleitor deve apresentar um documento oficial com foto e comprovante de residência atualizado.  Para o cidadão com 18 anos ou mais e que irá se alistar como eleitor, também é obrigatório a apresentação do certificado de reservista.   O eleitor que não se cadastrar terá o título cancelado e sendo assim, ficará impossibilidade de obter a certidão de quitação eleitoral, documento este, indispensável para o exercício de alguns direitos, entre eles: tirar passaporte, fazer inscrição em estabelecimentos de ensino superior, tomar posse em cargo público e receber benefícios sociais do Governo Federal, como bolsa família.   A 21ª Zona Eleitoral será responsável pela realização da revisão biométrica em Lucas do Rio Verde.   Postos de Atendimento:   Prefeitura Municipal de Lucas do Rio Verde – situado na Avenida América do Sul, n. 2500-s, bairro: Parque dos Buritis.   Escola Cecília Meireles, localizada na Rua Amazonita, n 1026-n, Bairro: Tessele Jr.   Cartório Eleitoral, situado na Rua Paranapanema, nº 1845-s, Galeria Brasil, salas 01 e 02, bairro: Jardim das Palmeiras. Neste, o atendimento será exclusivo para idosos, gestantes, lactantes, pessoas com criança de colo e deficientes físicos.   Cerimônia de abertura   O Presidente do TRE, desembargador, Juvenal Pereira da Silva, fará a abertura oficial da revisão biométrica no município de Lucas do Rio Verde, nesta segunda-feira (26/08), às 09h, no auditório da Prefeitura Municipal.   Além do presidente do TRE, estarão presentes na cerimônia outras autoridades: o Juiz da 21ª Zona Eleitoral, Cássio Luis Furim, o Prefeito Municipal de Lucas do Rio Verde, Otaviano Olavo Pivetta; o Presidente da Câmara, Airton Callai e demais vereadores; o Promotor Eleitoral, Paulo Henrique Amaral Motta; o Presidente da OAB, Abel Sguarezzi; o Juiz Diretor do Fórum, Gleidson de Oliveira Grisoste Barbosa, a Juíza Titular da Vara do Trabalho, Emanuele Pessati Siqueira e o Diretor da Faculdade La Salle, Nelson Antonio Bordignon.   Da Assessoria  

BR-070 pode ceder e mudar curso do rio Paraguai

BR-070 pode ceder e mudar curso do rio Paraguai

O assoreamento da encosta da BR-070 em de Cáceres (240 km de Cuiabá) pode romper a pista, que é a única ligação entre o estado de Rondônia e parte oeste de Mato Grosso com a Capital. Além de interromper a via, o incidente também pode mudar todo o leito do Rio Paraguai, inutilizando os portos do município e região.   De acordo com o prefeito de Cáceres , Francis Maris Cruz, a prefeitura acionou o Ministério Público Federal (MPF) contra o governo estadual e o Departamento Nacional de Infraestrutura do Transporte (Dnit). O documento foi protocolado no último dia 15, porém até agora nada foi feito.   Segundo o prefeito, o problema vem desde a gestão anterior, mas desde que assumiu já pediu socorro tanto para o Dnit quanto para o governo do estado e nada foi realizado. Na última semana, a gestão municipal organizou uma audiência com juízes, polícia federal e até almirantes da marinha para evidenciar o problema e pedir ajuda.   “Nós fizemos diversos alertas sobre o risco do rio Paraguai romper a BR-070, no trecho após a ponte Marechal Rondon, ainda dentro do perímetro urbano da cidade. Em janeiro, pedimos novamente. Como não obtivemos resposta até agora, a saída vai ser pedir socorro ao MPF”, afirmou o prefeito.   O alerta também havia sido reforçado pela Câmara dos Vereadores do Município, que segundo a assessoria, há mais de oito anos vem pedindo que algo seja feito antes que a situação se agrave.   De acordo como o engenheiro civil e consultor do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (CREA-MT), Adilson Reis, a margem do rio que ficava há mais 30 metros da via já está há menos de 10 metros. “O rio vem avançando até três metros por ano. Nos períodos de cheia, ele chega a ficar colado na rodovia”.   Adilson explicou que a BR funciona como barragem para o rio Paraguai, se ele romper a via, mudará todo curso do leito, alterando assim toda a dinâmica da região que tem a economia norteada pelos portos. “Sem contar que a ausência da rodovia vai acabar com o tráfego de parte do estado e de Rondônia. Também não teremos mais o trânsito com países vizinhos, como Bolívia e Venezuela.”   Segundo o engenheiro, o local onde está fixada a estação de abastecimento de água do município também será atingido e toda a cidade ficará sem água.   Ele afirmou ainda que até os portos de Cáceres, considerados os maiores do estado, seriam atingidos. “O prejuízo é incalculável, não só para a cidade e região, mas para todo estado, já que boa parte dos insumos produzidos em Mato Grosso usa o porto de Cáceres para ser transportados”, afirmou.     Por: Gustavo Nascimento/Jornal Oeste  

Incêndios criminosos na Terra Indígena Marãiwatsédé - Suiá Missú

Incêndios criminosos na Terra Indígena Marãiwatsédé - Suiá Missú

Mais de  20% dos 165 mil hectares da terra indígena xavante Marãiwatsédé foram consumidos ao longo do último mês por focos de incêndios que, segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), têm origem criminosa. Um hectare corresponde a 10 mil metros quadrados, o equivalente a um campo de futebol oficial.   De acordo com o Ibama, a estimativa é que ao menos 31 mil hectares haviam sido queimados até a última sexta-feira (16), o que representava 18% da área, porém o fogo só aumenta, e Brigadistas do Centro Especializado de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais (Prevfogo), do instituto, foram enviados ao local para tentar controlar os focos de incêndio, mas enfrentam dificuldades para trabalhar em função da 'ação criminosa de vândalos, que estão ateando fogo em várias partes da terra indígena', conforme informou o Ibama. A presença policial foi requisitada.   Com base em dados de satélites usados para monitorar os focos de calor na região, os técnicos do Prevfogo identificaram, nos últimos 30 dias, 120 focos de incêndio no interior da área indígena. A maioria próximo às rodovias que cortam ou circundam a área indígena. Além dos danos ao meio ambiente, o Ibama alerta para os riscos que as queimadas oferecem para a comunidade indígena e para as propriedades existentes fora dos limites de Marãiwatsédé.   O cacique Damião disse que a suspeita recai sobre antigos posseiros da área, pessoas que, tempos depois de serem retiradas do local, voltaram a se instalar no interior da terra indígena com o pretexto de reivindicar serem alojadas em um local adequado.   'É fogo criminoso. Não temos dúvida nenhuma de que são as pessoas retiradas da área que agora estão dando problemas. Está queimando tudo. Duas pontes foram queimadas', disse Damião, comentando que embora os próprios índios tenham organizado patrulhas para ajudar a impedir o ingresso de não índios, não conseguem deter os criminosos. 'A área é grande e eles sabem quando não têm nenhum de nós por perto'.   Segundo o secretário nacional de Articulação Social, da Presidência da República, Paulo Maldos, o governo federal não vai permitir que os antigos posseiros retornem ao local. 'Aquela é uma área indígena consolidada. O Incra ofereceu aos antigos posseiros [que se encaixam no perfil de beneficiários de programas de reforma agrária], mas muitos nem chegaram a visitar o local e recusaram'.   A reserva fica na região nordeste de Mato Grosso, a cerca de mil quilômetros da capital, Cuiabá, antes, era conhecida como Gleba Suiá Missú, alusão à antiga fazenda de mesmo nome, criada com a ajuda dos índios que, até então, viviam na região.   Embora o Estado brasileiro tenha reconhecido e homologado a área como território tradicional indígena em 1998, só em janeiro deste ano o governo conseguiu concluir a retirada dos não índios do local. Ação que os ministros da Justiça, José Eduardo Cardozo, e da Secretaria Geral da República, Gilberto Carvalho, classificaram como uma 'verdadeira operação de guerra'.   Agência Brasil  

Mulher morre em veículo que capotou e 3 ficam feridos em MT

Mulher morre em veículo que capotou e 3 ficam feridos em MT

Uma mulher de 55 anos morreu e outras três pessoas ficaram feridas após um acidente nesta sexta-feira (23) na MT-358, entre o Distrito de Progresso e Tangará da Serra, a 242 quilômetros de Cuiabá. De acordo com a Polícia Militar, a suspeita é que o uso do celular possa ter desviado a atenção da motorista do veículo.   Conforme a PM, a mulher de 55 anos viajava com a filha que conduzia o veículo. As duas netas da vítima, de 4 e 6 anos, também estavam no carro. “O que a motorista nos passou é que ela vinha sentido Progresso/Tangará da Serra e ao passar por uma curva fez o uso do telefone celular, distraindo a atenção da direção e saiu da pista, capotando várias vezes no sentido contrário”, disse o sargento da PM, José Costa Alves.   O carro saiu da pista e capotou por diversas vezes. A mulher de 55 anos estava sem cinto de segurança e foi arremessada para fora do veículo. Já as duas crianças e a mãe delas tiveram ferimentos leves e foram socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o hospital municipal de Tangará.   A equipe do Samu também chegou a ser socorrida, no entanto, morreu no local. As duas crianças e a mulher receberam atendimento e foram liberadas da unidade de saúde.     G1  

Festa do Peão de Figueirópolis D’Oeste será de 29 de agosto a 01 de setembro

Festa do Peão de Figueirópolis D’Oeste será de 29 de agosto a 01 de setembro

O Presidente da Comissão Organizadora da Festa do Peão de Boiadeiro de Figueirópolis D’Oeste (410 km de Cuiabá), Layr Mota da Silva, anunciou que o evento será realizado  nos dias 29 de agosto e 01 de setembro  com diversas atrações.   Além do Rodeio Oficial, a festa terá diversas apresentações musicais, torneio leiteiro e o desfile de abertura – Queima do Alho no dia 25 de agosto. “Todas as noites o ingresso será um quilo de alimento”, disse ao destacar o apoio de patrocinadores que sempre contribuem para a realização do evento. “Graças aos nossos parceiros, colaboradores podemos fazer uma festa sem cobrar ingressos”, afirmou.   Confira a programação e atrações da festa:   Dia: 25/08 – Desfile de Abertura – Queima do Alho Dia 29/08 –  Quinta-feira: Abertura Rodeio Oficial  e show com Breno Reis e Marcos Viola Dia 30/08 -  Sexta-feira: Ouro Preto e Boiadeiro Dia 31/08 – Sábado: Breno e Barreto Dia 01/09 – Domingo: Encerramento Rodeio Oficial e Lucas Paz e  Raphael    Ferreira Júnior/ Popular on line  

Frente fria  chega à Cuiabá e umidade do ar vai despencar

Frente fria chega à Cuiabá e umidade do ar vai despencar

Está prevista para domingo (25), a chegada de  uma nova frente fria  fazendo cair a  umidade relativa do ar cair podendo atingir 12% no decorrer da semana,  segundo o  Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).   No domingo, está prevista  temperatura  mínina de 17 graus e máxima de 26 e, na segunda-feira (26), é esperada mínima de 12 graus, mas  com sensação térmica de 10.    Com a umidade relativa do ar despencando a níveis muitos baixos, podendo atingir 12%, recomenda-se a ingestão de muito líquido, principalmente para as crianças. Esse índice é considerado inadequado para o ser humano sendo que a Organização Mundial de Saúde (OMS) considera a marca abaixo de  60% não recomendável para humanos.   Rita Anibal- da redação  

Morador coloca placa inusitada em Alta Floresta

Morador coloca placa inusitada em Alta Floresta

A conhecida lagoa das Capivaras, localizada na rua C ou avenida do aeroporto, região central de Alta Floresta (874 km da capital) é considerada um ponto turístico da cidade. O lugar é amplamente visitado pela população alta- florestense  principalmente nos fins de tarde, no intuito de fazer suas caminhadas, exercícios físicos e até mesmo usufruir de belezas naturais que a localidade proporciona.    Muitas pessoas são acostumadas a irem até ao local para encontrar com amigos, bater um bom papo, tomar um refrigerante, mas no período noturno, tem aqueles que vão para badernar, consumir bebida alcoólica e acabam deixando o lugar sujo, com lixo espalhador em todas as partes.   O uso de entorpecentes também é feito pelas pessoas que se dirigem até a lagoa das Capivaras no período da noite. Por causa do incômodo que o consumo de drogas tem causado naquele local, um morador, também cansado da bagunça proporcionada por alguns usuários teve a ideia de colocar uma placa com os dizeres “PROIBIDO FUMAR MACONHA NESTE LOCAL”.   A placa está fixada em uma arvore as margens da avenida do aeroporto, em frente a uma residência.     Diário News