PUBLICIDADE
INAUGURADO HÁ MENOS DE 1 MÊS

Sistema de abastecimento tem pane elétrica e deixa moradores e turistas sem água em Chapada

Circuito eletrônico não teria aguentado duas sobrecargas consecutivas, explicou Prefeitura do município em post no Facebook.

Da Redação

Equipe

12/02/2018 17h10 | Atualizada em 12/02/2018 17h14

Sistema de abastecimento tem pane elétrica e deixa moradores e turistas sem água em Chapada

Reprodução internet

Uma pane elétrica causou a queima de várias placas do circuito eletrônico da nova estação de abastecimento de água de Chapada dos Guimarães e deixa pelo menos 20 mil moradores, comerciantes e turistas a seco desde sábado (10), já em pleno carnaval, quando o fluxo de pessoas por lá chega a dobrar.

A sensação é de caos, com reclamações de todos os lados. “Foi horrível ir em banheiros sem água nos bares e restaurantes. Tudo parecia banheiro químico”, contou ao Circuito Mato Grosso uma moradora de Cuiabá que tenta aproveitar o feriado por lá.

“Todos os comerciantes aqui do centro estão sem água. Mesmo quem tem tanques (reservatórios) já acabaram com a água domingo (11). Só restou comprar garrafões de água mineral e caminhões-pipa”, queixou-se um comerciante.

Chefe do Sistema de Abastecimento de Água e Esgoto de Chapada dos Guimarães (SAAE), Luiz Leite argumentou que duas sobrecargas consecutivas induziram a pane nas placas de acionamento automático das bombas da estação inaugurada no último dia 20 de janeiro.

Segundo o informado pela prefeitura do município e governo do Estado, os investimentos nas obras para melhoria da distribuição chegaram aos R$ 17 milhões, divididos entre emenda parlamentar, Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e Secretaria de Estado de Cidades (Secid).

“Mas já foi tudo arrumado e o abastecimento está voltando gradativamente. Até a noite de hoje (segunda-feira, 12) todo abastecimento já estará restabelecido”, garante Luiz Leite.

É um problema antigo, de boas duas décadas, conta a corretora de imóveis Mara Taques, moradora da cidade, agravado pelo mau uso dos chamados moradores ocasionais, gente que mora em Cuiabá, mas tem casa de veraneio em Chapada.

“É uma palhaçada sempre. O sistema ainda é manual e nessas épocas de festa ninguém trabalha, não tem plantão. Se fizessem pontualmente funcionaria sim e ninguém ficaria sem água. É claro que tem os palhaços de Cuiabá que chegam nas mansões e lavam a casa inteira, a piscina, todos os caros e fazem festa todo dia. Sem consciência, vai tudo pro brejo mesmo”, reclama.

No começo da tarde de segunda-feira (12), a página da Prefeitura de Chapada dos Guimarães no Facebook postou a seguinte nota de esclarecimento: “A prefeitura de Chapada dos Guimarães esclarece que, devido a uma pane elétrica, causada por inúmeras quedas de energia, queimaram as placas do novo sistema de abastecimento, provocando falta d'água em vários bairros da cidade. A equipe que dá suporte técnico ao SAAE está trabalhando para que o abastecimento volte a normalidade hoje, no período da tarde. É importante esclarecer, também, que sem esse imprevisto, o novo sistema tem capacidade para atender a demanda da cidade, mesmo em períodos de grandes eventos. A prefeitura lamenta, pede a compreensão, agradece a paciência de todos e garante que está trabalhando para melhor atender a população e os visitantes que vieram prestigiar o carnaval de Chapada dos Guimarães”.

FONTE: Rodivaldo Ribeiro

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE