PUBLICIDADE

Cidades - Página 1245

Sindicato e empresas decretam fim da greve em Cuiabá e região

Sindicato e empresas decretam fim da greve em Cuiabá e região

Depois de sofrer por três dias com o transporte público, que em condições normais já é precário, o cuiabano e os moradores da região metropolitana já podem ficar um pouco mais aliviados. Os funcionários do transporte e as empresas entraram num acordo, na tarde desta quarta-feira, encerrando a greve que afetou mais de 330 mil usuários.

Laboratório deve pagar R$ 10 mil a ex-funcionária que contraiu brucelose em MT

Laboratório deve pagar R$ 10 mil a ex-funcionária que contraiu brucelose em MT

Um laboratório, que atua junto a frigoríficos, deverá indenizar uma ex-empregada que contraiu brucelose durante o trabalho na coleta de sangue de fetos das vacas abatidas. A decisão é do juiz titular da Vara do Trabalho de Juara, Plínio Podolan. Ele condenou a empresa a pagar R$ 10 mil em danos morais à profissional.

Manifestantes bloqueiam estradas na altura do posto Alô Brasil

Manifestantes bloqueiam estradas na altura do posto Alô Brasil

As estradas no entroncamento do Posto Alô Brasil e um trecho da BR 158 estão bloqueadas por manifestantes e ex-produtores da Suiá Missú, conforme informações que acabam de chegar a redação do Portal Agência da Notícia o bloqueio começou às 05:00hs da manhã desta quarta-feira 29/05

4 creches fecham devido à falta de transporte coletivo em Cuiabá

Aproximadamente 30% da comunidade escolar, que abrange educadores e alunos da rede estadual na região metropolitana de Cuiabá, não compareceram as escolas nos últimos dois dias por conta da greve dos motoristas de ônibus. Quatro creches de Cuiabá tiveram que dispensar as crianças por falta de educadores, que não conseguiram chegar ao destino. 

Trabalhador morre soterrado em silo de Espigão do Leste

Trabalhador morre soterrado em silo de Espigão do Leste

Mais um trabalhador morreu soterrado em meio a soja em Mato Grosso com desabamento de um cilo. O número de vítimas subiu para seis no espaço de um mês. Desta vez, o incidente aconteceu no distrito do Espigão do Oeste, conhecido como Baianos, em São Felix do Araguaia a 1.100 km de Cuiabá.

TRT antecipa audiência entre motoristas e empresas de ônibus

TRT antecipa audiência entre motoristas e empresas de ônibus

  A audiência que estava marcada para sexta-feira (31) foi antecipada para esta quarta (29) entre o Sindicato dos Motoristas Profissionais e Trabalhadores em Empresas de Transporte Terrestre de Cuiabá e Região (STETT/CR) e patronal das empresas de ônibus.    Segundo o diretor-executivo do STETT/CR, Rone Glézio Pereira, as negociações começarão da “estaca zero” uma vez que não houve entendimento entre as partes em nenhuma reunião realizada. O sindicalista afirma que os pontos mais importantes das negociações são o aumento do piso para motorista de R$ 1507,00 para R$ 2000,00, vale alimentação de R$ 400,00 e plano de saúde. Pereira também informa que os motoristas que rodam sem cobrador recebem “comissões” entre 70 e 180 reais sendo que a categoria pede que esse valor seja incorporado ao salário.   O grevista conta que está muito otimista com a audiência e que, certamente, “iremos sair com uma proposta viável e levar para a apreciação da categoria”.    Perguntado pelo Circuito Mato Grosso sobre as depredações noticiadas, Pereira diz que só teve conhecimento de um ônibus que saiu para cumprir a manutenção de 50% da frota exigida por liminar e voltou com os vidros quebrados, sem saber precisar quem seria o autor ou autores do vandalismo. Ele também conta da ameaça sofrida por um motorista que, sob arma de fogo, foi obrigado a voltar para a garagem. A ameaça teria sido feita por um motoqueiro com o rosto coberto.       Transporte “capenga” Como foi aprovado pelos vereadores da legislatura passada o decreto que determina o fim dos cobradores, para se tomar um ônibus é necessário o cartão eletrônico, seja o comum ou o integração. Para isso, foram montados postos de recargas em vários bairros. Os grevistas denunciam que estes postos estão fechados pela baixa margem de lucro dos revendedores e um montante alto de dinheiro ficando expostos a assaltos e riscos de morte.    “Mais uma vez os vereadores prejudicaram a população no seu direito de ir e vir”, acusa um motorista que não quis se identificar. Outro trabalhador também denuncia que “muitos cidadãos recarregam o cartão na MTU, mas ao passarem na catraca o cartão está zerado”.   São muitos os problemas relacionados ao transporte público em Cuiabá e os sindicalistas esperam que essa audiência seja um início promissor para melhorar os salários dos motoristas e que possam ser corrigidas falhas para que o cidadão tenha transporte mais digno.     Por : Rita Aníbal, da reportagem Fotos: Pedro Souza  

CDL diz que vai processar sindicato dos motoristas por greve

CDL diz que vai processar sindicato dos motoristas por greve

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) pretende processar o Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Coletivo (Stett) caso não sejam mantidos os 50% da frota em circulação durante o período de greve dos motoristas e cobradores do transporte coletivo. A paralisação traz prejuízos para comerciantes e lojistas de Cuiabá e Várzea Grande.