PUBLICIDADE

Cidades - Página 1245

Paranatinga faz mutirão fundiário em outubro

Paranatinga faz mutirão fundiário em outubro

A Comarca de Paranatinga (373 km a sul de Cuiabá) fará em outubro uma espécie de mutirão fundiário para regularizar a situação de 150 famílias humildes que residem na comunidade rural Pacú Matrinxã há mais de 30 anos e pleiteiam a titularidade da área via usucapião.

Começa nesta segunda primeiro mutirão fiscal de VG

Começa nesta segunda primeiro mutirão fiscal de VG

Começa nesta segunda (9) o 1º Mutirão Fiscal de Várzea Grande, que prossegue até sexta-feira (13). Para os cinco dias da ação estão agendadas 4 mil audiências. Deste total, 2.500 serão pré-processuais e 1.500 são processuais, ou seja, referem-se a ações que já estão em tramitação na Justiça.

Confresa consegue na justiça liberação para intitular lotes do Independente

Confresa consegue na justiça liberação para intitular lotes do Independente

O maior assentamento do Brasil, a cidade de Confresa (1145 km de Cuiabá), com cerca de 30 mil habitantes entra numa fase importante para o seu desenvolvimento, a regularização fundiária Urbana.    A notícia da titulação dos lotes urbanos do Independente I foi anunciada nesta sexta-feira (06) com muito entusiasmo e alegria pelo Prefeito Gaspar Lazari (PSD) que chegou em Confresa com a carta precatória em mãos. “Essa uma das maiores conquistas da nossa administração para Confresa, estamos muito felizes e confiantes, é um grande passo para o desenvolvimento de Confresa”, disse Gaspar ao Agência da Notícia.   A carta precatória assinada pelo Juiz Federal Substituto da 1ª Vara Ilan Presser no dia 04 de setembro, ordena a desapropriação de 308 hectares que estavam em nome da FRENOVA Agropecuária Ltda e outros, que somam cerca de 4.500 lotes  de acordo com a Prefeitura Municipal, a favor do INCRA –Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agraria, a justiça compreendeu que a área pertence a União.   O documento emitido pela Justiça Federal foi distribuído ainda nesta sexta-feira (06) no Fórum de Porto Alegre do Norte e entregue pelo Oficial de Justiça no Cartório de Imóveis em Porto Alegre. Todo o processo foi acompanhado pelo Prefeito Gaspar, o secretário de planejamento e vereadores que fizeram questão de acompanhar de perto o processo. “Hoje é uma data muito importante para a nossa cidade, até porque muitas pessoas não acreditavam que isso ia acontecer, e eu tenho certeza que isso só está acontecendo porque o Gaspar se empenhou muito em fazer isso acontecer. É um dos atos mais importantes da administração da cidade", disse o Presidente da Câmara Wilson Gomes de Freitas também do PSD ao Agência da Notícia.   O Processo agora está em Porto Alegre do Norte para ser cumprido a Ordem da Justiça Federal, que entregará a área ao INCRA, após isso o Prefeito explicou que deverá ocorrer o processo de doação dos lotes para a Prefeitura de Confresa que fará a entrega dos títulos para os devidos proprietários. “Todo esse processo deve ser feito até o final do ano, o INCRA deve fazer a doação dessa área para a Prefeitura Municipal que ai fará o trabalho de entrega dos títulos definitivos para os proprietários”, explicou o Prefeito.´   É importante ressaltar que com os títulos em mãos, os proprietários dos terrenos poderão inclusive contratar financiamentos em qualquer banco, pois tem legalidade de imóveis.   O processo estava na Justiça desde 96, ainda de acordo com o Prefeito, o mesmo processo ficou praticamente paralisado até 2010, quando a Prefeitura começou a fazer um trabalho incisivo para que a titulação da área do Independente I acontecesse. “Hoje é um dia importante para Confresa, com escrituras dos lotes, a valorização dos terrenos melhora, a possibilidade das pessoas conseguirem dinheiro através de financiamentos melhora, dando um novo impulso para a cidade. É um dia especial, estou muito, mais muito feliz”, finalizou Gaspar.   O Setor Independente I fica do lado direito da BR 158, sentido Porto Alegre do Norte a Vila Rica. Cerca de 4.500 lotes deverão receber escrituras.   No final da noite, o prefeito participou da Sessão da Câmara Municipal onde anunciou para os vereadores a decisão judicial.   Agência de Notícias  

Floresta e agricultura: intercâmbio mostra bons exemplos desta integração

Floresta e agricultura: intercâmbio mostra bons exemplos desta integração

No início do mês, a Articulação Xingu Araguaia (AXA), envolvida na promoção dos sistemas agroflorestais, promoveu um encontro entre indígenas da etnia Xavante e Kayabi, pesquisadores, técnicos, assentados e agricultores que saíram do Mato Grosso para visitar as experiências da Cooperafloresta nos municípios de Barra do Turvo (SP) e Adrianópolis (PR). O sistema agroflorestal, também conhecido como “SAF” ou “Casadão”, promove a integração de florestas com agricultura e pode ser implantado em qualquer bioma de qualquer região. Vitor Renck, do Instituto Socioambiental, participou deste intercâmbio que proporcionou rica troca de técnicas alternativas e sustentáveis do uso da terra.   Alimentos ecológicos advindos das agroflorestas proporcionam refeições saudáveis e acessíveis na mesa do dia a dia de milhares de brasileiros. Uma das referências no país na produção deste tipo de alimento é chamada de Cooperafloresta. Muitos alimentos ecológicos chegam a mesa dos brasileiros decorrentes do trabalho desta organização, que congrega 130 famílias na região do Vale do Ribeira, sul do estado de São Paulo e leste do estado do Paraná. Caiçaras, quilombolas, indígenas e outros povos tradicionais, convivem em uma relação muito íntima com o maior pedaço contínuo de Mata Atlântica que ainda resta no mundo.   Os agricultores da Cooperafloresta se organizam em pequenos grupos onde realizam mutirões semanais, otimizando o trabalho. Visitaram as roças de algumas famílias, em diversos estágios e idades diferentes, de áreas recém- implantadas a áreas com mais de 15 anos. Esses sistemas são variáveis e flexíveis, permitindo a utilização de várias espécies em diferentes ecossistemas. Para cada local deve ser encontrado um manejo específico, baseado nos princípios agroecológicos. Aprenderam sobre o sistema produtivo, o manejo realizado, a viabilidade econômica, comercialização, escoamento e beneficiamento dos produtos. A ideia foi transformar os participantes em agentes multiplicadores, colocando em prática os conhecimentos adquiridos em suas comunidades. Os produtos são certificados pelo Sistema Participativo de Garantia, uma alternativa à certificação por auditoria, baseada numa relação de confiança e troca de experiência entre os agricultores.   Troca de sementes Ocorreu também uma rica troca de sementes, com a participação de muitos agricultores da Cooperafloresta. Entre sementes florestais e agrícolas, haviam mais de 30 espécies, incluindo variedades de sementes crioulas, como o milho, amendoim, abóbora, quiabo e feijão de corda. Por fim, conheceram a futura Agroindústria Multifuncional, onde serão produzidos picolés, sorvetes, polpas congeladas, frutas, desidratadas, doces, geleias, entre outros. A ida à Cooperafloresta teve uma conotação muito especial para os participantes. Todos voltaram pra casa com o desejo de botar a mão na terra e aplicar as técnicas que aprenderam. Com esta iniciativa, mais um passo foi dado para o fortalecimento das técnicas agroecológicas e agroflorestais no Xingu-Araguaia. Espero que, em alguns anos, a nossa região não seja mais sinônimo de monocultura e agricultura patronal. “A semente já foi plantada, agora é esperar germinar, crescer e render bons frutos”, finalizou Vítor Renk.   Água Boa News

Aniversário de Diamantino vai ser comemorado com vasta  programação

Aniversário de Diamantino vai ser comemorado com vasta programação

Para comemorar o aniversário da cidade de Diamantino (205 km de Cuiabá) que no próximo dia 18 completará 285 anos, a Prefeitura Municipal montou uma vasta programação para toda população e visitantes da nossa cidade. Juntamente no dia 18, acontecerá a abertura oficial da Unemat, polo de Diamantino, com as presenças do Reitor Adriano Silva e Pró Reitores do Estado.   Veja a programação:   07/09/2013 – Caminhada Ecológica Local: Serra Calçada, Mirante e Rio Paraguaizinho Horário: 8h (saída de ônibus da Praça Major Caetano Dias)   12 e 13/09/2013 – Semana Folclórica (Sefol) Local: Faculdades Integradas de Diamantino (FID) Horário: 19h30       17/09/2013 – Show na Praça do bairro São Benedito com queima de fogos de artifícios. Animação: Sabiá Ribeiro e Banda Horário: 21h   18/09/2013 – Chegada das autoridades   18/09/2013 – Missa em Ação de Graças Local: Igreja Matriz Horário: 8h   18/09/2013 – Sessão Solene: Entrega de Título de Cidadão Diamantinense Local: Câmara Municipal Horário: 9h     18/09/2013 – Desfile Cívico com a Banda da Polícia Militar Local: Avenida das Palmeiras – Novo Diamantino Atrações: Escolas / Projetos / Apresentação do grupo ‘Os Mascarados’ de Poconé Horário: 16h   21 e 22/09/2013 – 4º Etapa do Campeonato Estadual de Motocross – Liga Estadual de Motociclismo e Automobilismo de Mato Grosso (LEMAMT) Local: Pista de Motocross “Zenir Barbieri” - Bairro Buriti   22/09/2013 – 8º Festival do Suíno Local: Parque de Exposições Horário: 11h30 Organização: Loja Maçônica de Diamantino   O Divisor  

Empresa que não paga funcionários ganha licitação em Tangará da Serra

Empresa que não paga funcionários ganha licitação em Tangará da Serra

A Prefeitura de Tangará da Serra (240 km de Cuiabá) contratou para prestar serviços de limpeza nos prédios da Unidade Mista de Saúde, Hospital Municipal "Arlete Daisy Cichetti de Brito" (Mater Dei) e quatro escolas municipais, uma empresa cuiabana com histórico inidôneo. A empresa Arcari Terceirização Ltda-ME, venceu parte do pregão presencial 026/2013, publicado no Diário Oficial do Estado no dia 02 de agosto de 2013.     Com sede no bairro Quilombo, em Cuiabá, a empresa, com vasto histórico no atraso dos salários de servidores e por descumprir a legislação trabalhista ao não depositar na Caixa Econômica Federal o valor mensal referente ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de seus funcionários, venceu a licitação para prestar serviço de limpeza interna e externa também nas escolas municipais Dom Bosco, José Nodari, Gentila Susin Muraro e Antenor Soares.   O valor do contrato com a Arcari Terceirização, de acordo com o texto da licitação, é de cerca de R$ 194 mil por 12 meses de serviço, sendo R$ 136,9 mil para limpeza dos hospitais e R$ 56,9 mil para limpeza das unidades de ensino. Nossa reportagem tentou contato com o vice-prefeito e secretário de Administração José Pereira Filho, o Zé Pequeno, bem como com o escritório da Arcari Terceirização em Cuiabá, mas não obteve êxito.     Empresa não cumpre contrato com servidores do Ceprotec O Diário da Serra apurou que a empresa Arcari Terceirização Ltda-ME, a mesma que venceu a licitação para prestar serviços de limpeza nos hospitais e em 4 escolas de Tangará da Serra, não cumpriu a folha de pagamento de 11 servidores da Escola Técnica Estadual (ETE) de Tangará da Serra (antiga Ceprotec). Os contratos dos funcionários venceram em julho, eles cumpriram aviso e agora aguardam para receberem seus vencimentos.   "Cumprimos aviso e agora mal conseguimos falar com o proprietário da empresa [Arthur dos Reis], que fica em Cuiabá. A gente tenta ligar lá e a secretária nos atende e não conseguimos falar com ele. Somos pai e mãe de família, tem conta pra pagar onde já se viu ficar sem receber?", expôs e questionou a servidora Liane da Silva Araújo, porteira da ETE de Tangará da Serra. "E isso não é só aqui em Tangará, é em todas as escolas [técnicas estaduais] do estado onde ela [Arcari] presta serviço, Diamantino, Lucas do Rio Verde, Poxoréu, Sinop", contou. Liane relatou ainda que em 2012 os servidores fizeram greve para tentar pressionar a empresa com histórico de atrasos nos salários. "Na época ele [Arthur dos Reis] pagou a gente e nós voltamos a trabalhar, mas a situação continuou", disse.   Ao todo, a empresa tinha cerca de 81 funcionários em Cuiabá e no interior prestando serviço nas escolas técnicas da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (Secitec). Tanto para Liane quanto para os demais servidores, uma recepcionista, copeiras, jardineiro e funcionárias da limpeza, a empresa não dá explicações. "Há duas semanas consegui ligar lá [na empresa] e me informaram que ele [Arthur] tentará nos pagar até em dezembro. É uma situação complicada", falou.       Alexandre Rolim/Diário da Serra  

Fazendas em Alta Floresta e Nova Bandeirantes vão a leilão

Fazendas em Alta Floresta e Nova Bandeirantes vão a leilão

A Justiça Estadual de Nova Monte Verde (936 km da capital) realiza leilão nos dias 11 e 26 de setembro de 2013, às nove horas da manhã, no Fórum. No evento, como destaque, serão leiloadas Fazendas em Alta Floresta (812 km de Cuiabá) e Nova Bandeirantes (950 km de Cuiabá).   Os interessados podem obter informações mais detalhadas pelo site www.leiloesjudiciais.com.br ou então pelo 0800-707-9272.     Assessoria de Comunicação  

Confira os plantonistas do Tribunal de Justiça neste fim de semana

Confira os plantonistas do Tribunal de Justiça neste fim de semana

O desembargador Luiz Carlos da Costa é o responsável pelo recebimento dos feitos cíveis e criminais de urgência como habeas corpus e mandado de segurança que derem entrada no Tribunal de Justiça de Mato Grosso neste sábado e domingo (7 e 8 de setembro). Ele terá o suporte da Sexta Secretaria Cível. O contato poderá ser feitos pelos telefones (65) 3617-3469 / 3617-3470 / 9989-5920.   No Fórum da Capital, o juiz Gonçalo Antunes de Barros Neto, da Vara do Juizado Especial da Fazenda Pública, ficará com feitos cíveis deste final de semana. Ele terá o apoio da gestora Milena Vale Rodrigues. Eles podem ser contatados pelos telefones (65) 3648-6571 / 9948-8823.   Já o juiz Jamilson Haddad Campos, da Primeira Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, ficará com os feitos criminais de todo o final de semana. Ele terá a assistência da gestora Paola Regina Pouso Gracioli. Eles estarão nos números (65) 3648-6605 / 9949-0558 / 3613-8212.   No Fórum da Várzea Grande, quem irá receber os feitos cíveis e criminais será a juíza Anglizey Solivan de Oliveira, da Quarta Vara Cível. Ela terá auxílio da gestora judiciária Irany Oliveira Rodrigues. Elas poderão ser encontradas nos números (65) 3688-8411 / 9225-1385.   Assessoria/ TJMT  

Resgate arqueológico provoca mudança no trânsito na Coronel Escolástico

Resgate arqueológico provoca mudança no trânsito na Coronel Escolástico

Os motoristas que trafegarem pela Avenida Coronel Escolástico, em Cuiabá, no sentido Coxipó - Centro, devem redobrar a atenção neste sábado e domingo, 07 e 08 de setembro. A equipe de arqueologia do Consórcio VLT Cuiabá - Várzea Grande executará atividades relacionadas ao resgate arqueológico no entorno da Igreja do Rosário/São Benedito, o que demandará intervenções no trânsito nessa via, cuja sinalização começará no entroncamento com a Travessa do Cajal.   As equipes realizarão escavações no entorno da igreja e, para segurança das equipes, o trânsito será reduzido para uma pista, com possibilidade de bloqueios parciais e totais momentâneos, dependendo da necessidade.   A via será totalmente sinalizada, com placas, cones e cerquites de delimitação de área para garantir a segurança dos trabalhadores, dos motoristas e pedestres . Na segunda-feira (09.09) o trânsito estará normalizado.   Resgate arqueológico             A equipe ambiental e de arqueologia executou a sondagem arqueológica em todos os 22 km do traçado do VLT em Cuiabá e Várzea Grande.   No trecho foram identificados cinco pontos com potencial arqueológico que são a cabeceira da ponte Júlio Müller, sobre o rio Cuiabá na região do Porto; a ponte metálica do rio Coxipó; dez pontos ao longo da avenida Tenente Coronel Duarte (Prainha); nas proximidades da Praça Bispo Dom José; na esquina da rua Voluntários da Pátria com a Prainha, onde o resgate já foi realizado; e o entorno da Igreja do Rosário/São Benedito, onde se pretende verificar se há alguma escadaria ou calçamento antigo, já que a cidade foi construída no entorno do córrego da Prainha.   Após a conclusão do resgate, os relatórios serão encaminhados ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), que vai analisar o material e então definirá o momento de liberação total das obras na Prainha.    Assessoria/Consórcio VLT