Segunda-Feira, 29 de Maio de 2017
SERGIPE

Sites do Governo são retirados do ar após ataque de hackers

Páginas foram tiradas do ar pela equipe técnica da Emgetis.

Sites do Governo são retirados do ar após ataque de hackers
 

Foto: reprodução

Por G1

Vários sites do Governo do Estado de Sergipe ficaram fora do ar na manhã desta sexta-feira (19). A Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação (Emgetis) percebeu o ataque hacker por volta das 7h e desde então técnicos e especialistas estão trabalhando para proteger as informações oficiais.

O setor de tecnologia retirou do ar alguns sites para fazer o backup de dados, buscar a origem do ataque e neutralizar a ameaça.

Os sites afetados foram da Procuradoria Geral do Estado (PGE), Secretaria de Estado do Planejamento Orçamento e Gestão (Seplag), Secretaria de Estado da Casa Civil, Secretaria de Estado da Mulher, Inclusão, Assistência Social, do Trabalho e dos Direitos Humanos (Seidh), Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e Junta Comercial do Estado de Sergipe (Jucese).

A assessoria de comunicação da Emgetis informou que a invasão hacker desta sexta-feira foi de baixo potencial de danos e que não tem relação com os ciberataques que afetaram cerca de 100 países há uma semana. Leia abaixo a nota oficial enviada pela Emgetis:

"A equipe técnica da Emgetis identificou na manhã de hoje, 19, uma invasão a alguns sites do Governo de Sergipe e está trabalhando no processo de identificação da vulnerabilidade e na correção das mesmas. As páginas foram tiradas “do ar” pela própria equipe técnica, após o conhecimento da invasão para que todas as informações fossem bloqueadas. A retirada do acesso das páginas é um procedimento padrão para que não ocorram danos ao conteúdo dos sites.

Sobre os ataques em rede mundial, que ocorreram na semana passada, o analista de suporte da Emgetis, Danilo Souza, explica que nada tem a ver com a situação de hoje. “O ataque que ocorreu na semana passada foi do tipo de sequestro de dados, onde os invasores bloqueiam os dados do usuário mediante pagamento de resgate. O que ocorreu hoje, nos sites do Governo, foi uma deformação da página inicial de alguns sites sem mais prejuízos”, explica Danilo."

 

COMENTAR