PUBLICIDADE
ENTENDA O CASO

Mulher conta que matou surfista após sofrer agressões

Rochele Gachido afirmou que o casal brigava com frequência e que ela era bastante agredida.

20/04/2017 06h57 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Foto: reprodução

Por G1

A representante comercial Rochele Gachido, de 46 anos, que matou o próprio marido após ser agredida em São Vicente, no litoral de São Paulo, afirmou, em depoimento à Polícia Civil, que as brigas do casal eram recorrentes e que reagiu por estar cansada. Os vizinhos confirmaram a versão da mulher sobre os espancamentos. O crime aconteceu na última quarta-feira (19), no apartamento do casal.

De acordo com informações da Polícia Militar, a última briga aconteceu por volta da 1h. Após as seguidas agressões, a esposa resolveu se defender e acertou uma facada no homem na altura da perna e acertou a veia femoral de Marco Antonio Lui, de 57 anos, conhecido como Bill. A mulher prestou depoimento e acabou sendo detida, mas foi liberada após uma audiência de custódia.

Segundo testemunhas ouvidas pelo G1, no dia da briga, Bill teria chegado embriagado em casa. Após uma grande discussão, ele jogou a mulher no chão e a golpeou com chutes e socos. Por causa do grande barulho, vizinhos acionaram a Polícia Militar e o surfista acabou sendo encontrado, ferido, na escadaria do prédio.

Por conta da gravidade dos ferimentos, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado. O surfista chegou a receber atendimento médico, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. O caso foi registrado no 1º DP de São Vicente, onde as investigações serão realizadas. O sepultamento de Bill ocorrerá às 14h desta quinta-feira (20) em São Vicente.

Carreira no Surfe
Além de surfista da 'velha guarda', Bill foi professor da Escola Municipal de Stand Up Paddle de São Vicente, presidente da Associação São Vicente de Surfe e um dos mais antigos juízes de campeonatos em atividade. Ele e a mulher, Rochelle, participavam com frequência de eventos relacionados ao esporte em várias cidades do litoral de São Paulo. Em 2016, Bill foi um dos responsáveis por carregar a tocha olímpica dos Jogos do Rio de Janeiro no litoral de São Paulo.

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE