PUBLICIDADE

Brasil - Página 1044

Alcoolismo atinge cerca de 5,8 milhões de pessoas no país

Alcoolismo atinge cerca de 5,8 milhões de pessoas no país

Histórico de consumo abusivo de álcool, síndrome de abstinência e manutenção do uso, mesmo com problemas físicos e sociais relacionados, é o tripé que caracteriza a dependência em álcool, segundo a psiquiatra Ana Cecília Marques, professora da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Dilma chega a Roma para participar da missa de posse do novo Papa

Dilma chega a Roma para participar da missa de posse do novo Papa

  A presidente da República, Dilma Roussef, chegou por volta das 15h45 (11h45 do horário de Brasília) ao hotel Westin Excelsior, no Centro de Roma, perto da Piazza de Spagna. No hotel, Dilma foi recebida com um buquê de flores e disse aos jornalistas: "Vocês sempre firmes, conseguem chegar antes de mim!". Antes de entrar no elevador e subir para seu quarto, ela acenou para as câmeras.   Segundo assessores do Itamaraty e do planalto, Dilma não tem agenda neste domingo. Na segunda-feira (18), deve ter encontros com autoridades, ainda não definidos. Na terça-feira (19), participa da missa que marcará o início do pontificado do Papa Francisco. Ainda não está confirmado se irá ocorrer um breve encontro com o pontífice. A presidente deixará Roma na quarta-feira (20).   Na última quarta-feira (13), após o anúncio do nome do cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio como novo Papa, o Secretário-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, informou que a presidente enviaria representantes do governo para a cerimônia de posse. No dia seguinte, o porta-voz da Presidência, Thomas Traumann, divulgou que Dilma também vai participar da missa.   Dilma embarcou no avião oficial da Presidência por volta das 22h30 de sábado na Base Aérea de Brasília. Segundo a assessoria, ela foi acompanhada de Gilberto Carvalho e dos ministros de Relações Exteriores, Antonio Patriota, da Educação, Aloizio Mercadante e de Comunicação Social, Helena Chagas.   Devido à ida para Roma, Dilma adiou viagem que faria a Salvador na segunda para conhecer as instalações da recém-inaugurada Arena Fonte Nova. O estádio baiano será utilizado na Copa das Confederações 2013 e na Copa do Mundo 2014.     Visita do Papa     A presidente divulgou nota oficial na quarta-feira para parabenizar o Papa Francisco. Ela disse que o Brasil, o maior país em número de católicos, "acompanhou com atenção o conclave e a escolha do primeiro papa latino-americano". Ela também lembrou da expectativa dos fiéis com a visita do pontífice ao Rio de Janeiro, prevista para julho.   "Esta visita, em um período tão curto após a escolha do novo pontífice, fortalece as tradições religiosas brasileiras e reforça os laços que ligam o Brasil ao Vaticano", afirmou a presidente. O Papa Francisco deverá vir ao Brasil para participar da Jornada Mundial da Juventude.   Portal G1  

Empresas dizem que Anatel trava expansão e melhoria do serviço de telefonia

Empresas dizem que Anatel trava expansão e melhoria do serviço de telefonia

  Uma mudança extraoficial no entendimento da Anatel sobre uma norma relativa à instalação de antenas está levando empresas do setor a acusar a agência reguladora de impedir a expansão e a melhoria das redes de telefonia.   A discussão está na Justiça. A Claro e a Embratel, por exemplo, afirmam que a Anatel promove uma "sanção política" contra as teles.   A discórdia começou em abril passado, quando a Anatel decidiu que, para liberar novas torres e antenas ou mesmo para alterar aquelas já existentes, as companhias precisariam estar sem nenhum débito com a agência.   Essa decisão foi comunicada às empresas por e-mail, a partir de um parecer da área jurídica da agência.   Não houve mudança na resolução, vigente desde 2001, que regula essas exigências. O texto diz que "não haverá expedição de licença para funcionamento de estação para a prestadora com débitos vencidos". A controvérsia está na definição de "débitos".   Até então, valia o entendimento de que esses débitos resumiam-se ao pagamento de duas taxas obrigatórias. Agora, além delas, as empresas não podem ter pendências de multas, indenizações ou outras dívidas.   A principal polêmica na Justiça envolve as multas. Com o novo entendimento, ainda que o mérito dessas penalidades esteja sendo discutido judicialmente, a simples existência delas já é suficiente para impedir a ampliação da rede pelas operadoras.   "[As empresas] acabam sendo coagidas a quitar prematuramente os débitos oriundos dessas multas, sem que possam discutir a sua legalidade", dizem Claro, Embratel e outras empresas do mesmo grupo em processo em curso desde janeiro na Justiça Federal.   CÍRCULO VICIOSO   Outro argumento é que a decisão cria um círculo vicioso, segundo as empresas: ao não conseguirem expandir as redes, metas são descumpridas e geram novas multas, que, por sua vez, impedem novos licenciamentos.   As companhias do setor também argumentam que as restrições afetarão diretamente o cumprimento de metas relativas à implantação da rede 4G, internet de alta velocidade, para a Copa de 2014 e a Olimpíada de 2016.   Há outros processos do tipo em trâmite, com argumentações semelhantes, mas a Justiça tem se dividido sobre o tema. Parte das decisões, como no caso da Claro/Embratel, deu razão à Anatel.   Em alguns casos, porém, as empresas conseguiram provisoriamente --ou seja, mediante concessão de liminares-- reverter a decisão.   Folha de São Paulo

Órgão federal aponta esquema de pirâmide em empresa

Um parecer da Secretaria de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda (Seae-MF), divulgado nesta quinta-feira (14), aponta que as atividades da empresa Telexfree, que tem sede em Vitória, sugerem um esquema de pirâmide financeira, o que configura crime contra a economia popular.