PUBLICIDADE
ROSEMAR COENGA

CONTOS E LENDAS DO TIMOR-LESTE

Artigo da coluna "Ala Jovem" desta semana no jornal Circuito Mato Grosso

Rosemar Coenga

Colunista

21/05/2015 16h51 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00 1 comentario


Geraldo Costa é pedagogo, analista social e escritor. Publicou pela editora FTD a obra A ilha do crocodilo: contos e lendas do Timor-Leste (2012). Com poesia feita prosa, emoldurada por belas ilustrações, Geraldo Costa convida o público infantil e juvenil a descobrir as histórias do povo timorense. Na obra o autor reconta as histórias e lendas que ouviu no Timor-Leste. A obra A ilha do crocodilo: contos e lendas do Timor-Leste conquistou a 3ª colocação na edição do Prêmio Jabuti, categoria infantil. Esta é considerada a mais importante premiação editorial do país.



Entre os contos presentes no livro estão A espada de ouro, O tesouro de Kaibosi, Maukai e Lekibeti e O macaco e o crocodilo. A riqueza da obra vem aliada às belíssimas ilustrações de Mauricio Negro, ilustrador que sabe manejar com tintas coloridas a ancestralidade do povo timorense, tudo de forma harmônica e agradável ao olhar.   

Na apresentação da obra, Geraldo Costa diz que “algumas destas histórias nasceram lá mesmo. Outras foram ouvidas dos portugueses que chegaram à terra em busca do perfumado sândalo e outras riquezas, há cerca de 500 anos. Outras foram contadas por indonésios, chineses e outros povos que viveram no Timor”.  

Os personagens que compõem as lendas são um elemento extra na obra. No Timor-Leste vive Abô Lafaek (Vovô Crocodilo), que ao contrário de seus pares que povoam as margens dos rios, mora no mar. No conto A ilha do crocodilo conta a história do surgimento da ilha Timor Lorosae “que significa o oriente onde nasce o sol. E, se você olhar bem, verá que a forma da ilha se parece com um crocodilo, visto de perfil. E nessa ilha mora um povo muito antigo e alegre, que gosta de festas animadas onde se dança o tebedai ao som do babadok, até o amanhecer. E onde os senhores e senhoras da palavra contam muitas histórias de outros tempos, encantando gente pequena e gente grande”.



Do texto à ilustração, a obra é marcada pelo aspecto estético e pela ambientação lúdica que se desdobra a cada página.

.


1 COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

  1. Eu gostei muito do livro

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE