PUBLICIDADE
EDIR PINA DE BARROS

*Mulher*

26/03/2021 09h10 | Atualizada em 08/04/2021 18h37

Mulher, renovação das esperanças,



Da vida que, no ventre acolhedor,

Em tempos de asperezas, de rancor,

Sombreia solidão, intemperanças.



 

A fonte originária de mudanças,

O campo em que semeia o Criador,

De todos os viventes o Pastor,

O guia dos idosos, das crianças.

 

Esposa dedicada ou Messalina,

É berço de menino em manjedoura,

Amor, que à humanidade se destina.

 

A Mãe universal, imorredoura,

Que habita na matéria feminina,

A pátria em que o milagre se entesoura. 

 

Edir Pina de Barros é membro da Academia Brasileira de Sonetistas e da Academia Virtual de Poetas de Língua PortuguesaSeus poemas estão disponíveis em vários livros, antologias,  revistas eletrônicas e nas mídias sociais.  É doutora e pós-doutora em Antropologia pela USP, professora aposentada (UFMT). Nasceu no Mato Grosso do Sul e hoje reside em Brasília.  

 
 
 

 

.


Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE