PUBLICIDADE
WANIA MONTEIRO

Orientações importantes para aumentar a defesa do organismo contra a corona vírus

23/03/2020 11h55 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Orientações importantes para aumentar a defesa do organismo contra a corona vírus

Divulgação

A disseminação da corona vírus (COVID-19) é uma preocupação global, mas é importante não entrar em pânico e ter cuidado com notícias falsas. Busque sempre informações em órgãos internacionais e nacionais confiáveis, como a Organização Mundial da Saúde (OMS) e Ministério da Saúde. O maior estudo científico até o momento sobre COVID-19, publicado na Revista JAMA em 24/02/2020, mostra taxa de letalidade de 2,3%, sendo 14,8% pessoas acima de 80 anos, 8% acima de 70 anos e 49% de casos que evoluíram para a forma crítica da doença. Os riscos foram maiores em pessoas com doenças pré-existentes, como hipertensão, diabetes, doenças cardiovasculares, doença respiratória crônica e câncer.



Até o momento não temos tratamento ou vacina para o COVID-19, e por ser um novo vírus, não temos muitas informações. Mas é provável que as respostas de cada pessoa ao vírus dependam do sistema imunológico, formado por células de defesa contra infecções. Um sistema imunológico enfraquecido, como no caso de idosos ou pessoas com doenças pré-existentes, poderia permitir uma progressão mais rápida da infecção viral. Siga as medidas de proteção da OMS: lave as mãos frequentemente, evite aglomerações e muito contato pessoal, proteja boca e nariz ao espirrar/tossir, evite tocar nos olhos, nariz e boca, não compartilhe objetos pessoais e busque ajuda médica se necessário.

Conheça alguns alimentos que podem fazer parte do seu prato para melhorar a imunidade como: A Vitamina D encontrada nos  peixes, ovos e exposição solar. A  Vitamina E no azeite de oliva extra virgem, castanhas, avelã, semente de girassol, abacate.  Vitamina A: cenoura, batata doce, folhas de brócolis, manga, couve- Vitamina C: kiwi, goiaba, brócolis, frutas cítricas, frutas vermelhas, talos da couve, salsa- Zinco: sementes, castanhas, amêndoas, cereais integrais, casca da tangerina- Ômega-3: peixes, castanhas, amêndoas, nozes, sementes, beldroega- Compostos bioativos (antioxidantes e anti-inflamatórios): frutas, verduras, legumes e sementes em geral- Prebióticos (cebola, alho, farinha de banana verde, batata doce, batata yacon) e fibras (cereais integrais, frutas, verduras, legumes, sementes) para a saúde do intestino- Ervas e especiarias: chá verde, gengibre, cúrcuma, alho. Lembrando que um único alimento/nutriente não tem esse efeito e sim que é preciso ter uma alimentação equilibrada + estilo de vida saudável. Hidrate-se bem. Evite alimentos industrializados. Importante ter bom sono + intestino saudável + atividade física regular. Para orientações alimentares individualizadas, procure um nutricionista.

 



.


Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE