PUBLICIDADE
MARIA THERESA PIRAJÁ

Andando em Circulo

28/08/2019 11h47 | Atualizada em 12/09/2019 13h35

O tédio é a consciência da repetição. Como os animais não se lembram do passado, não sentem tédio. Eles não têm consciência. Acham que mudar de casa, comprar um carro novo, divorciar-se e começar um novo caso de amor, vai fugir do tédio. Não é assim fácil, a coisa sempre se tornará repetitiva, mais cedo ou mais tarde. O que fazer, então? Torne-se mais presente e consciente no momento do agora. Não é uma questão de mudar situações e sim de transformar seu ser, torne-se mais centrados e deixem de viver o passado, assim será capaz de sentir que cada momento é novo. Esses são os dois modos de sair do tédio. Estar ciente e presente no agora. O tédio e as preocupações são energias que sacodem para todos os lados e não sai do lugar, igualzinho aquele boneco inflado de ar o “João Bobo”. Às vezes nossas
residências e ou ambientes de trabalho estão assim como o João Bobo, cheias de energias presas com necessidades de ser livres, e as nossas atitudes repetitivas as alimentam mais e mais deixando uma imensa quantidade de energia sem inspiração e sem rumo. Não indo a lugar nenhum. Rodando em circulo. Quando é executada a harmonização, estas energias se desintegram isto é perdem seu lar e ficam por ai esvoaçando a procura de um novo lar isto é outro lugar para abrigar.
E encontram no espaço um canto pra elas se acomodarem que damos o nome de inconsciente coletivo.



.


Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE