PUBLICIDADE
ANNA MARIA RIBEIRO COSTA

O grito da mata

27/08/2019 10h47 | Atualizada em 27/08/2019 12h02

Nice Aretê



Sou a mata, sou o ar que tu respiras,
Sou a mata, sou o pulmão que te falta,
Não sou uma nem duas arvores que se planta,
Sou a mata, sou o verde, a esperança
Sou chamada de mãe por natureza
Eu abrigo, eu afago com muita destreza
Dou carinho, aconchego uma imensidão de ninhos
Que fazem a vida dos passarinhos
Cheia de cor e beleza
Sou a mata, sou mãe, sou natureza
Sou a mata da paca, da onça ,do veado
A mata da anta, da cobra, do sapo,
Sou a mata, sou do homem
O único bicho que comigo não dorme.
Sou a mata que que cobre os montes
Que protege os rios e a beira das fontes
Sou a mata da insônia,
Sou atlântica sou Amazônia
Hummm! O que vejo distante
Hummm! Um clarão gigante
Que reluz de calor! Que Horror!
Vejo todos fugirem de mim
Os passarinhos gritam assustados
Abandonam seus ninhos
Os bichos todos trombam pelo mato
Em desesperado ato
Arrastam-se, jogam se pelo desfiladeiro
Pois só viverá o que for mais ligeiro
Aiii ! ai como dói este fogo cortante
pobre de mim , pois que sou abundante
Vou arder dia após dia
Eu não posso correr, meu lugar é constante
Aiii! ai como dói ver meus arvoredos tomados de chama
Minha Seringueira estoura seu látex,
Minha Castanheira estoura seu cacho
Meu Ipê, pobre Ipê , que floriu-se mais cedo
Não resistiu ao ver suas flores tornarem-se cinzas
Pois se a desabar caindo nos braços do Jequitibá
Vou ecoar um gemido bem alto
Talvez o Senhor, o meu Criador escute o meu grito
E por piedade me mande uma chuva, uma tempestade
Pois que prefiro quebrar- os galhos, tombar-me
Na terra, morrer dessa forma que é tão natural
Do que consumir-me em fogo total...
Mas aí de ti homem cruel
Com o fogo que me queimas, transformo-me
Em fumaça, vou virar fera, vou habitar na atmosfera,
Esqueceste que sou o ar que tu respiras?
Que sou o pulmão que te falta?
Queimada sou pra ti uma ameaça.
Devias compreender uma coisa:

Que existo só por ti, para aliviar-te o calor
Que existo só pra ti, pra tua vida ter sabor
Que sou do homem, lembra?
Então por que? Não consigo compreender
Proponho-te paz, peço-te Água
Respeite o que Deus te deu por herança
Se não, ao menos por tua criança
Podemos viver em plena harmonia.
Pare com essa horrível mania
De queimar...
Desmatar e matar.
Não te esqueças que respiras o meu Ar.



.


Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE