PUBLICIDADE
DRA. MARA KENIA

Harmonização Facial: Existe um limite?

29/07/2019 13h36 | Atualizada em 29/07/2019 13h39

Harmonização Facial: Existe um limite?

Divulgação

Procedimentos de harmonização orofacial são incríveis, desde que com bom senso do paciente, mas principalmente do profissional, para que os exageros não transformem os pacientes em pessoas completamente diferentes e até desfiguradas. 



Todas as técnicas dentro da harmonização orofacial precisam ser avaliadas com muito critério pois envolvem aplicação de substâncias que, se passam do limite, poderão comprometer e muito toda a estética orofacial do paciente. 

Este limite nem sempre quem dá é o próprio paciente, pois ele já chega no consultório com uma idéia que pode estar fixa na sua cabeça, e é aí que mora o perigo, cabe ao profissional que vai fazer o planejamento dos procedimentos, orientar levando em conta as características únicas de cada um, é apontando através de toda sua experiência qual será o melhor caminho a seguir. 

O primeiro passo para essa avaliação é a documentação fotográfica, avaliação geral do estado da pele, incluindo aspectos como a flacidez facial, proporções dos lados esquerdo e direito para saber se existe uma parte mais assimétrica que a outra, além de uma análise da saúde do paciente para checar se ele pode ser submetido a esses procedimentos. 



É necessário ainda avaliar as perdas do paciente, pois existem aqueles que têm uma absorção óssea maior, outros têm perda de coxins adiposos, avaliar também  se existe ausência de dentes, que podem causar encurtamento do terço médio da face. Uma vez identificada a necessidade e o desejo de cada paciente, é iniciado uma série de procedimentos em busca de melhor resultado. 

Um dos procedimentos que podemos dar como exemplo dessa discussão é o preenchimento facial, porque é um dos mais populares quando se fala em exagero e falta de proporção.

Muitas vezes o uso exagerado dos materiais preenchedores têm um resultado muito artificial  perdendo assim o objetivo principal que seria uma face mais harmônica. 

O problema não é só estético, se a quantidade de produto for maior que o indicado, o paciente corre riscos, como informações, necroses, perda de movimentos entre outros. Portanto, é  preciso respeitar os limites estéticos de cada rosto, bom senso precisa ser a palavra de ordem. 

Daí a importância de procurar um profissional sério e habilitado, que irá ouvir suas expectativas e indicar as melhores alternativas, objetivando uma face natural, bonita e harmônica.

 

Dra. Mara Kenia Dier 

Harmonização Orofacial 

CRO MT 2285

(65)98117-4024

Instagram @marakenia

Facebook  Mara Kenia 

.


Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE