PUBLICIDADE
Carlinhos Alves Corrêa

Entra, São Benedito

28/06/2018 07h28 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

ENTRA, SÃO BENEDITO

Entra, a casa é sua, Frei Benedito. A minha fé em meu padrinho espiritual é tanta que basta uma ajoelhada aos pés do Santo Negro, o Glorioso São Benedito, e ele intercede a Jesus e tudo reluz a luz. Com muito prazer, a minha residência estará aberta para receber o Rei Niuan Ribeiro Roberto, a Rainha Cecília Fortes e os demais festeiros, nos dias 30 de junho e 1º julho, rumo à Praça do Rosário, para a missa das 5h, em meio à movimentação de toda a sociedade cuiabana. Celebrar São Benedito é receber a luz da fé católica, enaltecendo cada vez mais essa tradição do povo cuiabano rumo aos 300 anos. Nas missas das 5h da matina no Largo do Rosário, ao chegar você é acolhido pelas mãos negras do Frei Benedito e por vários espíritos de luz que derramaram o seu sangue nesta terra de fé chamada Cuiabá. Entra, São Benedito, com o manto cheirando a cravo e rosas; ao sair, me ensina a calçar a sandália da humildade nesta minha caminhada neste planeta. E deixa esta humilde de sua casa que cheira a flor de laranjeira.

UMA ATMOSFERA DA FÉ

Durante os quatro dias da Santa Missa às 5h da matina no Largo do Rosário em torno do glorioso São Benedito, é uma pá de gente de todas as origens de nomes e sobrenomes louvando o Santo Festeiro da Cidade Verde. Nesta louvação surge uma atmosfera de fé, neste local se encontram muitos espíritos que não se encontram entre nós recebendo as energias da multidão na fé em torno de São Benedito. Quando toca o Hino de São Benedito, brotam da alma as saudades de Lélio Duarte, Maria da Glória Alves Corrêa, Benedita Libânio de Souza, Dona Bembém, Edgar Viera, Leopoldo Fortunato, Ney Pinheiro, Rosa Maluf, Archimedes Pereira Lima, Anita Negrão Vieira, Telé Viera, Elza Biancardini, Lenine Póvoas, Dunga Rodrigues, Silva Freire, Edio Barreto, enfim, muitos devotos que antigamente trabalhavam de corpo e alma para manter essa tradição e compartilhar as delícias com os mais humildes. A festa da gastronomia regional reina na Praça do Rosário durante os quatro dias com as barracas das famílias, e o destaque vai para Carne com Arroz, Paçoca e Farofa de Banana. E assim o Frei São Benedito celebra a Cidade Verde com festa.

LEVANTA A MULTIDÃO

Neste dia 1ª, ao entardecer, brota o silêncio dos pássaros e a multidão se aproxima do Largo do Rosário, na união dos homens das Irmandades de São Benedito, todos de capa azul, e os povos de Deus. Em sua fala, disse: “Quem é aquele? É São Benedito!”. E o Frei Benedito entra na sua cozinha, onde é saudado pelas cozinheiras com emoção, fé, amor ao Santo Negro, o que nos faz derramar lágrimas de gratidão. E assim São Benedito desce a sua rua que leva seu nome até a Av. Rubens de Mendonça, e a multidão, com muita fé, só agradece por graças mais graças, e cada vez mais ele vem operando milagres. A procissão de São Benedito que percorre ruas de Cuiabá conta anualmente com a participação de aproximadamente 10.000 pessoas que louvam e cantam o Santo Negro. É tão emocionante esta procissão, nela os devotos de São Benedito expressam a fé, nesta caminhada de luz. A Festa de São Benedito é reconhecida como a mais popular do Estado, onde se reúnem nos quatros dias mais de 100.000 mil pessoas. São Benedito nos ensina a viver na humildade.

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE