PUBLICIDADE
WANIA MONTEIRO

O oxigênio nos corrói lentamente

09/11/2017 06h00 | Atualizada em 12/11/2017 12h14

O oxigênio nos corrói lentamente

Reprodução

As mitocôndrias são chamadas de usinas energéticas das nossas células. Sem elas, as células ficariam incapazes de extrair quantidades significativas de energia dos nutrientes e do oxigênio, com prejuízo total ao organismo, como o envelhecimento, doença de Parkinson, Alzheimer, desordens cardíacas etc.

As mitocôndrias em pessoas jovens se replicam rapidamente, trazendo-lhes mais energia e vitalidade, enquanto que com o envelhecimento essa replicação mitocondrial ocorre lentamente, restando poucas mitocôndrias para produção energética. O envelhecimento celular ocorre de dentro do nosso organismo para fora.

Dentro das mitocôndrias ocorre uma combinação do oxigênio por nós inspirados com os nutrientes para produzir energia necessária para que possamos falar, andar, pensar etc. Nesse processo são liberados poluentes chamados de radicais livres que agridem a própria parede das células e comprometem a produção de energia.

Esse mecanismo é chamado de estresse oxidativo, que é o desequilíbrio entre as moléculas oxidantes geradas na troca de elétrons na mitocôndria e os antioxidantes. Esse distúrbio natural ocorre com frequência. Automaticamente o nosso corpo aumenta esse combate com antioxidantes enzimáticos, e com isso a produção de radicais livres é maior, levando a danos celulares ou até mesmo à morte da célula.

Por isso dissemos que o oxigênio nos corrói lentamente. Para tanto, existem alguns nutrientes que ajudam as mitocôndrias em seu bom funcionamento como as vitaminas do complexo B: carnes, leites, ovos, legumes, verduras (especialmente brócolis), cereais integrais, leguminosas (como ervilhas), algumas oleaginosas (como amendoim, castanhas e nozes), abacate e levedo de cerveja, coenzima Q-10 (sardinha é rica em coenzima Q10), salmão, nozes, espinafre, abacate, picão e em produtos de origem vegetal encontrados no cloroplasto, principalmente nas folhas verde-escuras; já a L cantina é encontrada em  carnes vermelhas, especialmente as carnes de carneiro e veado, e em menor grau nas outras carnes e laticínios.

Além da escolha dos nutrientes, o excelente funcionamento do intestino é muito importante para sua absorção, bem como para eliminação das toxinas. Procure um profissional capacitado para te orientar.

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE