PUBLICIDADE
EDMILSON EID

Deixa as águas rolar

05/10/2017 06h00 | Atualizada em 05/10/2017 07h29


 

          Com tantas rezas e promessas, até que enfim a “chuva chegou”. Num momento em que toda a população, as cidades e os campos estavam passando o pior período com a sua falta.

           A temperatura altíssima, com o termômetro batendo recordes, a baixa umidade do ar, riscos físicos e alterações fisiológicas. Assim como irritabilidade, fraqueza, ansiedade, depressão e incapacidade de concentração. O grande volume das queimadas incontroladas prejudicando todo o cinturão verde da cidade e dos nossos campos.

           Este é o período para a construção civil manter a dificuldade do ritmo de trabalho em dias de chuva nas obras. Planejar a execução em condições climáticas e atmosféricas da região é uma da melhores soluções de planejamento da obra para que não haja dias de atrasos no cronograma de conclusão do seu empreendimento.

          São muitas etapas prejudicadas na obra neste período como: preparação do terreno, estruturas, alvenaria, instalações hidrossanitárias, elétricas, pintura e acabamento, portas e janelas, fachadas, impermeabilizações e uma série de serviços para ter a conclusão desejada pelo proprietário.

          Nas construções de prédios, as dificuldades aumentam, é necessário investir em equipamentos extras de segurança em dias de chuva, já que superfícies como escadas, andaimes e o próprio chão podem ficar escorregadios e causar acidentes. Garanta que a equipe esteja usando itens como botas antiderrapantes, luvas, capas de chuva e capacetes.

          Em um bom planejamento, é necessário compartilhar os ajustes com todos, desde arquiteto, engenheiros responsáveis até os operários, pedreiros e mestres de obra. Eles devem saber exatamente o que fazer, quais tarefas devem priorizar ou antecipar e quais poderão realizar sem interferência das chuvas, evitando a perda de matérias e otimizando o tempo da mão de obra contatada para o empreendimento.

           Mesmo com muito planejamento, imprevistos acontecem. Ações alternativas são adotadas rapidamente no período das chuvas, sem que a obra sofra alguma intervenção na sua conclusão.

           Deixa as águas rolar.

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                            

                                                              www.facebook.com/arqedmilsoneid

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE